16 de dez de 2012

OS BENEFÍCIOS DO ÓLEO DE COCO

Muito se fala sobre os benefícios emagrecedores do óleo de coco, mas, além disso, é importante lembrar que o ingrediente também contribui muito para a saúde. “Consumir uma colher de sobremesa pela manhã, por exemplo, funciona como um remédio contra os vermes intestinais”, conta o médico sanitarista Marcio Bontempo, em entrevista à revista BOA FORMA. Livre desses inimigos, você mantém não só o intestino mais saudável como o organismo em geral.

Mas as vantagens do consumo não param por aí. Confira outras seis ações benéficas:

- Reforça o sistema imunológico.

- Diminui o colesterol ruim, o LDL, e aumenta o bom, o HDL, ajudando a proteger a saúde do coração. “O óleo faz uma espécie de limpeza da gordura do sangue”, afirma Christine Erika Vogel, nutricionista e pesquisadora da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

- Favorece o bom funcionamento da tireoide, evitando desequilíbrio no metabolismo.

- Mantém os ossos fortes, pois previne osteopenia e osteoporose.

- Protege o fígado dos efeitos tóxicos do álcool, reduzindo os sintomas de ressaca.

- Pode ajudar a prevenir o câncer de mama e doenças neurodegenerativas. Isso graças à presença de fitormônios (kinetina e trans-zeatina), especialmente na água. “Mas os estudos científicos ainda estão em andamento”, avisa a nutricionista Erika Almeida.

Fonte: M de mulher (com reportagem da revista BOA FORMA)


O óleo de coco extra virgem é um tipo de gordura que o corpo não converte em gordura corporal nem em placas no interior das artérias.
A ingestão do oléo de coco bloqueia o sistema enzimático que converte os carboidratos em gordura corporal. Os ácidos graxosprovenientes do oleo de coco sâo a fonte preferida de combustível para as fibras musculares vermelhas durante o periodo de exercícios de moderada intensidade.
Recomendação diária: 10 a 20 gramas dia.

O coco é um alimento subestimado na alimentação moderna. Trata-se primariamente de um alimento funcional. Alimentos funcionais são aqueles que promovem benefícios à saúde que vão além da simples função nutritiva. É exatamente o que o coco e seus produtos (coco desidratado e óleo de coco) são.

Como alimentos funcionais, eles provêem energia e matéria-prima para a construção de ácidos graxos que possuem ação antimicrobiana no organismo humano. Aproximadamente 50% da gordura do coco é composta pelo ácido láurico, um ácido graxo de cadeia média que, no corpo humano, é transformado em monolaurina, um monoglicerídeo que possui ação anti-viral, anti-bacteriana e anti-protozoária, usado pelo organismo para destruir a camada lipídica de vários microorganismos como HIV, herpes, citomegalovirus, influenza, Helicobacter pylori, Listeria monocytogenes, Staphylococcus aureus, Streptococcus agalactiae, estreptococos dos grupos A, F e G, Cândida albicans, Chlamydia, Neisseria ghonorreae, Giárdia, entre outros. Por outro lado, a monolaurina parece não exercer nenhum efeito sobre as bactérias colonizadoras do intestino, apenas em bactérias potencialmente patogênicas.

Seis a 7% dos ácidos graxos do coco são compostos pelo ácido cáprico, também transformado no organismo humano, a monocaprina, e também com propriedades antimicrobianas contra HIV, Chlamydia e herpes.

A gordura do coco leva à normalização dos lipídeos (gorduras) corporais, protege o fígado dos efeitos do álcool e aumenta a resposta imunitária contra fungos, bactérias e protozoários; também se mostrou benéfica no combate aos fatores de risco para doenças cardíacas. Uma dieta rica em óleo de coco não aumenta o colesterol e nem o risco de mortalidade ou morbidade por doença coronariana, uma vez que, tem a propriedade de aumentar a fração HDL do colesterol (“colesterol bom”).

O óleo do coco extra virgem é livre de gordura trans e possui alto teor de ácidos graxos de cadeia média (ácido láurico), idênticos aos encontrados no leite humano.Além do mais, reduz o risco de doença cardíaca e coronariana, reduz o risco de câncer, regulariza o ritmo intestinal, ajuda a controlar o diabetes, aumenta os níveis de energia, melhora a digestão e absorção de nutrientes, aumenta o metabolismo, ajuda na perda de peso (ação “fat burner”), ajuda a prevenir a osteoporose, mantém a pele macia e previne o envelhecimento precoce.

Outros óleos vegetais são compostos basicamente de ácidos graxos de cadeia longa e armazenados no organismo como gordura corporal, ao contrário do óleo de coco, naturalmente usado como energia para o metabolismo.
Fonte: Viver Ayurveda

Cabelo e couro cabeludo

O Óleo de coco tem sido usado há séculos como um condicionador de cabelo em muitos países. É um amaciante de cabelo natural que também hidrata o couro cabeludo. Quando massageado no couro cabeludo elimina a caspa, piolhos e ovos dos piolhos. De acordo com o mundo da aromaterapia, Ayurvédica, medicina tradicional indiana, praticantes usam óleo de coco morno no cabelo e couro cabeludo em massagens para erradicar o stress, limpar a mente e acalmar o sistema nervoso central.

Cuidados com a pele
Enquanto o óleo de coco tem sido reconhecido como um óleo de massagem calmante da pele, é também um eficiente tratamento para pele seca que erradica a descamação da pele. Óleo de coco é muito rico em vitamina E, que limpa e diminui várias infecções de pele, como psoríase, acne, eczema e dermatite. Óleo de coco também inibe as rugas do rosto impedindo a flacidez, portanto, é amplamente utilizado como base para loções, sabonetes e cremes para o rosto.

Benefícios da Farinha de Linhaça


A farinha de linhaça evita ou cura o câncer de mama, de próstata, de colon, do pulmão e outros tipos de câncer. A linhaça possui 27 componentes anti-cancerigenos, dentre eles a lignina, encontrada 100 vezes mais na linhaça que nos demais grãos integrais..
O uso regular da linhaça reduz o colesterol e ajuda a perder peso. A linhaça tem cinco vezes mais fibra que a aveia. Devemos consumir de 01 a 03 colheres de sopa, de farinha de linhaça por dia.
Benefícios da farinha de linhaça:
Sistema digestivo: Além do câncer de cólon, evita e cura artrite, prisão de ventre, acidez estomacal. Lubrifica e regenera a flora intestinal, ajuda na elimina-ção de gases. É laxante, previne os diverticulos nas paredes do intestino, além eliminar toxinas.
Sistema nervoso: Reduz a tensão nervosa e dar a sensação de calma. O uso continuado da linhaça é ideal para as pessoas que trabalham sob pressão, além de melhorar as funções mentais dos idosos. É uma dose de energia para o cérebro.
Sistema imunológico: Alivia as alergias. Contém ômega 3, 6 e 9 e muitos nutrientes que nos tornam resistentes às doenças. A semente da linhaça retarda o envelhecimento. É útil no tratamento da anemia.
Sistema cardiovascular: É ideal no tratamento da arteriosclerose, da esclerose múltipla, da trombo-se coronária, alta pressão arterial, arritmia cardíaca. Elimina o colesterol aderido nas artérias e controla o colesterol ruim, além de prevenir a formação de coágulos sanguíneos. A linhaça contém taglandina, substância que regula a pressão arterial e exerce importante papel no metabolismo de cálcio e energia.
Doenças inflamatórias:Diminui as inflamações nos ca-
sos de gastrite, hepatite, artrite, colite, amidalite, meningite, etc.
Retenção de líquidos: Ajuda os rins a expelir água e sódio.
Benefícios para a pele e cabelos: É útil para a pele seca e sensível aos raios solares e eczema. Ajuda a eliminar manchas na pele, acnes e espinhas. É bom para os casos de calvície e tratamento da caspa
Vitalidade física: O consumo prolongado de linhaça aumenta a vitalidade e a energia física.

Fonte: Boa Saúde - jornal da cidadania

MENOPAUSA - a linhaça é a fonte mais rica de lignana, fitoesteróide importante no período da menopausa e que se assemelha à ação do hormônio feminino estrógeno. Com essa característica oferece proteção contra câncer de mama e do cólon, ENDOMETRIOSE, câncer de próstata (no caso dos homens).

DICA: 
2 colheres de sopa por dia, sobre as frutas ou no iogurte, com aveia, no suco de frutas ou na batida de vitaminas. Indicada para pessoas de qualquer idade inclusive gestantes.

15 de dez de 2012

Mensagem de Miranda Gray

Amores, esta uma mensagem de Miranda Gray para o período de parto da humanidade, recebi e estou comartilhando!


















Queridas mujeres,

Miranda Gray estará enviando la energía de la Bendición de Útero al mundo desde el 12-12-12 hasta el 21-12-12. Originalmente ella había pensado mandar la energía solo el día 12 de Diciembre pero le ha llegado el mensaje de que tiene que hacerlo hasta el 21 de Diciembre.

Esta es una muy buena oportunidad para todas nosotras y así seguir conectando con la energía de amor y sanación de la Bendición de Útero todos los días hasta el finprincipio de esta nueva era.

Recordemos que somos nosotras las mujeres las que traeremos cambio en el mundo entero y lo haremos a la hora de permitir que nuestros úteros se abran en amor.

La Bendición de Útero nos ayudará a seguir sanando y reafirmando nuestro derecho de nacimiento como mujeres. Por lo que las invito de todo corazón a que mediten aunque sea cinco minutos por la mañana y cinco por la noche antes de dormir.

Las energías que están viajando en estos momentos son tan intensas que la Bendición de Útero se siente potente, llena de amor y compasión por nuestra esencia femenina.

MOON MOTHERS su papel es muy importante ya que ustedes son canales de energía que pueden ayudar a expandir esta energía de amor y sanación al mundo entero, solo siéntense a la hora que puedan y hagan la práctica del cuenco de la Moon Mother.

Mucha gente en todo el mundo está haciendo muchos tipos de meditaciones para activar los doce canales espirituales de la madre tierra y el Reino Unido está bendecido en tener dos de estos canales (Londres - chakra estrella y Glastonbury - chakra corazón) por lo que todos tenemos mucho que hacer y todos somos importantes en este cambio!

Quisiera solo pedirles que en su meditación envíen bendiciones y amor a MIRANDA GRAY por este hermoso regalo extra de amor y sanación a la HUMANIDAD. Que todas sus bendiciones y su amor por nosotras se multipliquen y que ella y su familia estén protegidos por esa luz blanca que rodea la tierra.

Es hora de abrir nuestro centro de poder pues es desde él que todo se contiene, se da, crece, nace y da vida, solo desde este magico hoyo negro, vórtice de poder infinito que podremos sanar, dar y recibir amor!!!

Con mucho amor
Belinda ♥
wombblessing.ning.com

13 de dez de 2012

La Befana

Neste natal conte ás crianças a história de La Befana, para sair um pouco da onda de consumismo do Papai Noel...


No Folclore italiano, quem leva os presentes às crianças não é o pai natal é La Befana, uma simpática bruxinha que no dia 6 de Janeiro, feriado nacional, deixa prendas às crianças que se portaram bem.

Na Itália permanece a lenda mítica e as tradições envolvendo esta bruxa nomeada de La Befana, nome que vem de “Epifania”. La Befana também conhecida como Vecchia ou Strega é uma personagem mítica do folclore italiano personificada na figura de uma velhinha que presenteia as crianças bem comportadas com doces e dá carvão para as que não se comportaram bem durante o ano na noite de 5 para 6 de janeiro. 

A origem dessa tradição é incerta e há várias versões sobre o seu surgimento, as mais comuns remontam ao período arcaico e fundem elementos do folclore e da tradição cristã. Uma delas dá conta de que a Befana foi uma velhinha que auxiliou os três reis magos a encontrarem Jesus quando ele nasceu. 

A simbologia de comemorar no dia 6 de janeiro seria uma apologia ao dia de Reis, de acordo com o calendário cristão.

As crianças italianas escrevem cartas para a Befana e é comum deixarem meias e saquinhos pendurados para receber chocolates, caramelos e brinquedos. 

Em algumas regiões da Itália, as pessoas se vestem como a Befana com um lenço pendurado no pescoço, saia, capa, óculos e junto com os seguidores passam pelas casas que tem uma bonequinha com a imagem da Befana nas janelas que é uma espécie de sinal de que a Befana e os seguidores são bem vindos a aquela casa.

Depois do final da celebração de La Befana, as bonecas são queimadas como forma de simbolizar que as coisas ruins que acontecerem no ano anterior devem ser esquecidas e que no ano seguinte coisas boas vão acontecer.

A Befana é celebrada em toda a Itália, afinal ela é considerada um ícone nacional, mas a comuna de Urbania é considerada sua “casa” oficial. Todo ano há um grande festival para celebrar o feriado, mais de 50 mil pessoas se reúnem para celebrar a data. 

Há muita comida como carne assada, vinho, lingüiças temperadas e doces para as crianças como caramelos e também os “carbones” que são uma representação de carvão, dado para as crianças que não se comportaram bem. Hoje em dia, faz-se esse carvão em forma de doce.

A Deusa Befana é uma Deusa Mãe Anciã que é celebrada na Décima Segunda Noite dos “Doze Dias Sagrados” – intervalo entre as celebrações antigas do solstício de Inverno (Babbat Celta Yule) e a Epifania.Nesse intervalo, as Mães antigas ensinavam à humanidade os segredos da agricultura e das artes domésticas: fiar, tecer, bordar, cuidar e educar as crianças, manter vivas as tradições ancestrais e os antigos ritos sagrados

Elas recebiam oferendas de pão, mel, leite e tranças de pão para substituir as oferendas feitas pelas mulheres com seu próprio cabelo, do qual se guardava uma parte para ser usada em curas ao longo do ano, sempre que necessário.

A deusa italiana e etrusca Befana era chamada de Marantega (Mãe antiga) e era celebrada no final dos Doze Dias, data que corresponde à atual festa cristã da Epifania. Na Sicília, sua memória permanece na figura e nos costumes de La Strega ou La Vecchia (bruxa, velha), a Anciã de outrora…

(O cristianismo fez uso de seus muitos artifícios maniqueístas que sempre envolvem: bem x mal x obediência x desobediência, punição ou recompensa…Befana originalmente é uma Deusa do Inverno, da Magia, da Noite, da Lua Minguante, da Sabedoria, do Destino… )

(Fonte: Feiticeira faceira)

Na Italia, nem todos esperam o "Babbo Natale" - Papai Noel, em alguns lugares eles dão presentes em Dezembro no dia da Santa Luzia. Alguns esperam o "Gesu Bambino" ou o San Nicolau.
Também dia 06 de Janeiro além da Befana, existe um ritual  pagão que se chama "Panne vin" (Pão e vinho) onde eles fazem uma fogueira  para queimar a Strega (Bruxa ma), e as coisas ruins do ano que passou e 
colocam seus desejos para o ano vindouro.
Parece que dependendo de como ficava a queima da fogueira eles sabiam se o ano seria de boa colheita ou não.

9 de dez de 2012

lua nova - dezembro 2012



ENCONTROS NA LUA NOVA - CÍRCULO FEMININO 
Clã Filhas da Lua
Florianópolis/SC

13 de OUTUBRO - quinta-feira - 20h

Repasse esse convite ás mulheres da sua vida!

Amores, esta é a última Lua Nova do ano de 2012, um ótimo momento para nos despedirmos do velho e daquilo que não serve mais para nossas vidas. Aproveitemos este momento mágico da lua (ainda depois de um portal 12:12) e convidemos juntas, pelo poder de nossas vozes, todo o NOVO que queremos para 2013.
Nossos encontros seguirão acontecendo no primeiro dia de lua nova em Florianópolis (na condução de Ana Paula Andrade) e em Porto Alegre (na condução de Tatiana Almeida).


Para quem não conhece a proposta, os Encontros na Lua Nova trata-se de um Círculo Feminino onde criamos um Espaço seguro e sagrado para nossas partilhas, onde trocamos informações sobre nossos ciclos, aprendemos umas com as outras resgatando a cumplicidade feminina, nos fortalecemos e ritualizamos esse momento mágico lunar, propício para TRANSFORMAÇÃO!

Saiba mais pelo blog do Clã Filhas da Lua: http://clafilhasdalua.blogspot.com


Gratidão, amor sempre.

Ana Paula Andrade

Local: FLORIANÓPOLIS/SC
ESPAÇO SARANI
(Rua Stella Maris, 188 - Ingleses/SC
na geral dos Ingleses, entra na rua do Bola 8, segue até o fim da rua, dobra á esquerda, casa de 3 pisos)

Hora: 20h - SEJA PONTUAL, POR FAVOR!

Contribuição: R$ 20,00 + um lanche para compartilhar no encerramento do encontro.
Se possível, trazes uma almofada para sentar.

Informações: (48) 96893986  ou clafilhasdalua@gmail.com

E VIVA O FIM DO MUNDO!


... E VIVA O NASCER DE UMA NOVA CONSCIÊNCIA!!!
Para dropar uma onda é preciso EQUILÍBRIO! Firmado na ONDA DO AMOR superamos a corrente do medo e alcançamos a consciência de que somos ao mesmo tempo onda, mar, navegador... somos a areia, os peixes, as gaivotas... somos o céu, o vento, a chuva... somos a vegetação, o mineral, o OUTRO VOCÊ... SOMOS UM!!!

Dia 21/12/12 NÃO SAIA DE CASA! (É que sou adepta do parto domiciliar, hehehe). Onde quer que você esteja, não saia da sua PRESENÇA, convide a Mente para estar dentro do Coração! E  VIVA O NASCER DE UMA NOVA HUMANIDADE!
In lak'ech - EU SOU O OUTRO VOCÊ
EU SOU AMOR, VOCÊ TAMBÉM!


1 de nov de 2012

Encontros na Lua Nova - novembro 2012

Amores, neste mês de novembro estarei circulando em Porto Alegre. Vou passar uns dias no Espaço Rapa Nuy e estarei no Círculo de Lua Nova com minhas manas das bandas dos pampas. Mas os encontros em Floripa seguem, estaremos sintonizadas e sincronizadas dia 13/11/12 - Porto Alegre / Florianópolis / Curitiba. Convidei minha amiga e irmã Karenn Mirpa Nhusta Manta (Clã Sacerdotizas da Terra) para conduzir o Encontro em Florianópolis e ela, por sua vez, estende o convite à linda Babi Farah para conduzir o Círculo em Curitiba. Linda teia!

Em Porto Alegre/RS


Em Florianópolis/SC

Lua de Leite - Círculo de apoio para Gestantes e Mamães



Irmãs, é com alegria que me encontro de passagem no Espaço Rapa Nuy, em Porto Alegre, por alguns dias e compartilho com vocês este rezo atendido... receberemos duas parentes da aldeia Mutum - Acre, representantes da tradição Yawanawa, em Porto Alegre/RS. Hushahu juntamente com sua irmã Puttany foram as primeiras mulheres pajés em sua tradição. Ocuparam espaços que antes eram destinados somente aos homens  e assumiram compromissos espirituais nunca antes assumido por mulheres de seu povo. Hushahu é artista plástica e sua arte é inspirada em sonhos e mirações.

Hushahu e sua sobrinha Kenewma estarão compartilhando momentos e cerimônias sagradas conosco, no Espaço Rapa Nuy. No sábado a tarde estaremos nos reunindo em um Círculo Feminino para aprender e compartilhar vivências e cantos com estas duas guerreiras, não percam esta oportunidade, convidem as amigas. Espero vocês! interessadas fazer contato:   (51) 32352124.
Abraços,
Ana Paula Andrade

4 de out de 2012

Círculo Feminino na Lua Nova em Florianópolis/SC


Queridas, a partir deste mês de outubro passo a sintonizar e conduzir os "Encontros na Lua Nova" em Florianópolis/SC. Os encontros em Porto Alegre seguem acontecendo sob a guarda da minha querida amiga Tatiana Almeida, no Espaço Rapa Nuy. Nos reunimos sempre no primeiro dia de lua nova. O Círculo é aberto á qualquer mulher!


9 de set de 2012

O mar de emoções da gestação

Olá
Hoje me toca falar sobre as ondas de sentimentos que vão e que voltam durante este período que é a gestação.
A figura de uma mulher grávida sempre envolve uma atmosfera de beleza, de magia, de plenitude... de algo doce e sereno, exuberante... Se percebe na forma a abundância deste momento... a força, a coragem, o poder da criação... mas pouco se fala das profundezas, da escuridão, das correntes que agitam este mar.

Gestar uma criança, abrigar um Ser no ventre é algo misterioso e intenso... e somente uma mulher que já esteve com seu ventre preenchido por esta água que gera vida, sabe da intensidade que estou aqui tentando falar...

Cada mulher é um indivíduo único e que traz consigo uma história particular... suas vivências, medos, virtudes, qualidades, características próprias da sua persona. Embora estejamos sempre em constante transformação, a gestação é um Rito de Passagem pelo qual a mulher transpassa vários portais. Até ela alcançar a etapa de ser o próprio PORTAL. Para isso, muitas vezes é preciso descer ao mais profundo de si mesma, mergulhar naquela parte mais escura e se deparar com suas maiores sombras, como Inanna. Para então voltar de lá renascida e esta é a hora do parto. Onde ambos, mãe e filho ultrapassam o portal da morte... a mulher deixa de ser quem era e o feto deixa para trás seu universo aquático, seu casulo "a placenta" e nasce criança. Ambos nascem juntos no momento da "expulsão".
Saber que se caminha para isso, para este momento, por vezes é aterrorizante, principalmente quando se aproxima a HORA. 

Muitas mulheres sentem-se sozinhas nesta trajetória (e ás vezes procuram estar dessa forma em alguns momentos) porque não conseguem expressar tudo que se passa internamente. Mas é muito importante o apoio, a compreensão e o respeito de quem quer que conviva com uma gestante, seja companheiro, amigos (as), familiares, colegas. Dar o tempo que ela precisa em seus momentos de introspecção e reflexão... e acolher com todo o amor, quando ela busca acolhimento. Ser uma boa escuta, privar-se de julgamentos, procurar dar segurança, apoio emocional... são atitudes que podem tornar essa caminhada de algumas luas, mais tranquila e confiante.

É comum na gestação do primeiro filho surgir o medo de ser mãe, questionamentos que não acabam, a cabeça parece uma festa de grilos falantes que te tiram o sono e você pode passar horas repensando sua vida e suas escolhas... por mais desejada e saudável que seja a gestação, podem surgir dias de conflito emocional, minutos de insegurança, choros compulsivos, dúvidas, raiva, rebeldia, revoltas...  medo do parto e ainda a culpa e o auto-julgamento... que não poderia estar sentindo tudo isso durante um momento tão especial e lindo que DEVERIA ser a gestação. 
E a preocupação de que o bebê sente tudo que você sente lhe deixa ainda mais em "crise", tentando negar seus sentimentos para proteger o seu bebê.

E não há regras não, cada gestação é uma gestação (seja do primeiro, segundo ou terceiro filho)... tem aquelas que vem acompanhada de enjôos, tonturas, sonolência, fadiga, dores nas pernas, nas costas, azia, prisão de ventre, intolerância a certos odores (e certas pessoas), desejos repentinos, alteração brusca de humor... isto tudo pode acontecer eventualmente durante este longo ciclo, como pode acompanhar a mulher por parte ou toda gestação. E isto tudo pode deixar a mulher muito irritada, impaciente ou agressiva, como pode torná-la fragilizada e depressiva. 

Gente, não estou querendo pintar a gestação de "negro" (e qual o problema mesmo? o útero é escuro!), nem tentando acabar com o "conto de fadas" e a magia da maternidade. Continua sendo um momento sublime e mágico, mas que tem seus altos e baixos, como toda a magia e todo o vôo!

Não estou escrevendo para aquelas que tiveram todos os prazeres e orgasmos na sua gestação, que encontraram-se no momento mais lindo de suas vidas... que sentiram-se no paraíso, abençoada pelos deuses/deusas. Estou escrevendo para àquelas que estão compreendendo o que está exposto nestas linhas.


Não há regras, há uma mulher num determinado período de sua vida, trazendo em si um mistério - o mistério da criação - deixando e sentindo todo seu corpo se transformar e preparar-se para uma expansão inimaginável - o momento da Passagem!


O encontro com Deus...
O momento que seu dedo toca o dedo de Deus.

O momento que seus olhos se deparam com os olhos de seu filho(a)  pela primeira vez...



Seu corpo e sua memória ancestral sabem exatamente o que fazer, tudo caminha para onde tem que ir... e entregar-se a natureza, sem controles e imposições, sem intervenções, sem esperar garantias... ASSUSTA.
Assusta quando não se tem uma cultura matrifocal, onde ás mulheres costumam reunir-se para honrar e ritualizar seus ciclos, para as mais velhas ensinarem as mais novas, onde todos os "Ritos de Passagem" são respeitados e valorizados, onde fala-se de sexualidade sem pudores e aprende-se a sacralizar seus corpos, onde a opinião das avós ainda interessa... e se cresce ouvindo ás anciãs falarem de morte e nascimento com a autoridade e a experiência que lhes cabem.

Escutei de uma avó da floresta que "a mulher fica muito mais sensível (sensitiva) e capaz de abrir e/ou acessar portais durante a gestação"... por isso, é importante a atenção redobrada por parte da mulher gestante. Embora haja uma força constante de proteção, pois a Grande Mãe nos cobre com seu manto desde a concepção, é bom estarmos atentas á ambientes e relações tóxicos. Nem todos os portais devemos acessar... alguns "deixa prá lá", como disse a avó. Tem coisas que não são interessantes, ou não é o momento adequado (aqui estou falando com as Perséfone's, bruxinhas ATENÇÃO!).


Assim como no tempo de lua, no ciclo mensal da mulher que sangra, durante a gestação somos capazes de acessar toda a alegria e sofrimento do meio, da família, da comunidade, da humanidade. Estamos com uma conexão muito íntima com a terra e o céu nestes períodos e a possibilidade de alcançar grandes visões e curas. Por isso, você gestante deve estar atenta a que tipo de energia permite se aproximar, nem todo portal é preciso acessar! Cuidado com a mente (sua e dos outros)!
Reconheça o que é seu, realize sua reforma íntima, busque ajuda se assim desejar e/ou precisar (sempre há anjos no caminho) e siga viagem rumo ao encontro daquele ou daquela que transformará sua vida por completo - seu filho/filha.



Os momentos de sombra / de escuridão são e DEVEM SER passageiros... você pode e É CAPAZ de encontrar forças em você que julgava desconhecer... e principalmente, é capaz de encontrar uma mulher determinada, forte, valente e "focada"... Empoderada. E isto assusta aos outros, hahaha.

Antigamente era comum as mulheres grávidas confeccionarem patuás e talismãs de proteção para a gestação. Era comum a crença de que estas mulheres deviam se proteger do "olho grande" ou "mal olhado". Hehehe... refletindo sobre isso fiquei imaginando... nos tempos atuais é como você estar carregando uma sacola de riquezas! É a fartura e a abundância chegando em sua vida!

Você já reparou como uma gestante desperta olhares onde chega? As pessoas olham e ás vezes não sabem nem porquê olham. Mas é a beleza da forma arredondada, plena e repleta de vida que chama a atenção, é a personificação da Grande Mãe, da Deusa.

Portanto, você está "podendo", entende?
Pode ter desejos, pode passar na frente, tem preferência sim!
Pode ser paparicada, mimada, cuidada (aproveiteeeeeeee!).
Pode ter mais tesão, menos tesão... pode ter prazer SIM!
Não é menos nem mais mulher por estar grávida, É MULHER!
Chore, isole-se, busque colo, não se envergonhe de seus sentimentos, se dê o direito de temer... o medo é natural e comum diante de uma grande travessia... o que não pode nos faltar é CORAGEM!

Se faltar apoio em casa, busque grupos de apoio à gestantes e casais grávidos na sua cidade. Busque participar do Movimento dos Círculos Femininos, do Parto Humanizado, busque uma comunidade de apoio. Pesquise, vá em busca, não abandone-se! EU ESTOU COM VOCÊ!

A gestação não é um tempo de escuridão, nem de luz... é um tempo de ILUMINAÇÃO!


Ana Paula Andrade

29 de ago de 2012

Lua Azul - Plenilúnio da abundância - agosto 2012



Agosto de 2012 e o Evento da Lua Azul

A Lua Azul da abundância
por  Mirella Faur -

Acredita-se que a Lua Azul começou a ser cultuada, inicialmente, entre os egípcios, com a substituição do calendário lunar - que marcava o tempo usando as fases da lua - pelo solar - que introduziu o conceito do mês de trinta dias.
Lua Azul é o nome que se dá à segunda lua cheia dentro do mesmo mês. Um fenômeno que acontece, em média, uma vez a cada dois anos e sete meses, sete vezes a cada dezenove anos e trinta e seis vezes no século.

Desde a Antiguidade, a Lua Azul é considerada um acontecimento de muita força magnética e poder espiritual, reforçando o sentido de plenitude da lua cheia.

A Lua Azul nos proporciona uma oportunidade a mais de tocar o divino, um aumento da consciência diante das forças sobrenaturais, reforçando, assim, o intercâmbio com os outros planos, reinos e dimensões. Por ser considerada um tempo entre os tempos, um momento raro - e por isso, muito mais poderoso e mágico - fica mais fácil alcançar o mundo entre os mundos por meio dela. É uma lua de abundância, que permite colher muito mais do que plantamos. Os encantamentos têm maior poder e os resultados são mais rápidos. Pensamentos e desejos tornam-se mais intensos e, assim, qualquer ritual exige maior cautela em relação aos objetivos e pedidos. Mais do que nunca vale a advertência: cuidado com o que pedir, pois você pode conseguir!

Com o surgimento do calendário juliano, no início do cristianismo, o culto à Lua Azul passou a ser reprimido por ser considerado uma exacerbação da simbologia lunar, do poder feminino e do culto às deusas, assuntos perseguidos e proibidos. Mesmo assim, permaneceu sua aura romântica e poética, e a Lua Azul passou a ser associada à crença de que era propícia ao romance e ao encontro de parceiros. Surgiu o termo inglês blue moon, significando algo muito raro, impossível, dando origem a inúmeras músicas e poemas melancólicos ou esperançosos.

Na mitologia celta, esta lua favorece o contato com o reino encantado dos seres da natureza. Invocam-se as Rainhas das Fadas - Aeval, Aine, Aynia, Bri, Creide, Mah e Sin - e empreendem-se viagens reais ou imaginárias para as sidhe, as colinas encantadas, morada do Little People, o Povo Pequeno.

Para agradar as fadas, os celtas cultivavam perto de suas casas suas plantas preferidas - calêndulas, verbenas, violetas, prímulas e tomilho - e deixavam oferendas de mel, leite, manteiga, pão e cristais nas clareiras onde os círculos de cogumelos denotavam sua presença. Para favorecer a visão, abrindo a percepção psíquica, usava-se artemísia, em chá ou em infusões para banhos, suco de samambaias ou orvalho passado nas pálpebras, sachês de mil folhas e hipericão, invocações mágicas adequadas.


A Lua Azul é regida pela Matriarca da Décima Terceira Lunação. Ela é aquela que se torna a visão, a guardiã de todos os ciclos de transformação, a mãe das mudanças. Essa Matriarca nos ensina a importância de seguir nosso caminho sem nos deixar desviar por ilusões que possam vir a interferir em nossas visões. Cada vez que nos transformamos, realizando nossas visões, uma nova perspectiva e compreensão se abrem, permitindo-nos alcançar outro nível na eterna espiral da evolução do espírito. A última visão a ser alcançada é a decisão de simplesmente SER. Sendo tudo e sendo nada, eliminamos os rótulos e definições que limitam nossa plenitude.

Para criar uma atmosfera adequada a uma celebração da Lua Azul, use velas e roupas azuis. Prepare água lunarizada expondo garrafas de vidro azul, cheias de água, aos raios lunares. Prepare "travesseiros dos sonhos", enchendo uma fronha de tecido azul com flores de sabugueiro, lavanda ou alfazema, hipericão, folhas de artemísia e sálvia. Imante cristais e pedras azuis como o topázio azul, a safira, o berilo, a água-marinha, o lápis-lazuli ou a sodalita. Com a ajuda de músicas com sons da natureza - como pios de corujas, cantos de baleias ou uivos de lobos - permita que sua criatividade e intuição levem-no/a ao reino das fadas ou ao encontro das deusas lunares. Olhe fixamente para a lua, eleve seus braços e puxe a luz da lua para sua testa, seu coração e seu ventre. Conecte-se, em seguida, à Matriarca, pedindo-lhe orientação sobre as mudanças necessárias para alcançar uma real transformação. Permaneça, depois, em silêncio e ouça as mensagens e respostas ecoando em sua mente ou alegrando seu coração.

ANANTA, SENHORA DA CHAMA CRIADORA
Vishnu descansando em Ananta-Sesha
Anant Chaturdasi, festival de purificação das mulheres hindus dedicado à Deusa Ananta, Senhora do Fogo Criador e da força vital feminina. Ananta, cujo nome significa “o infinito”, era descrita como uma grande serpente; seus grandes anéis serviam de apoio aos deuses hindus durante seu sono ou durante seu repouso nos períodos de atividade. Esse mito é similar ao egípcio, que descreve a Deusa Serpente Mehen, “A Toda Envolvente”, enroscando-se ao redor do Deus Rá enquanto ele “morria” a cada noite, no Mundo Subterrâneo. Segundo os historiadores, Ananta é a precursora cósmica de Kundalini, a serpente ígnea que se enrosca na base da coluna e cujo despertar leva à iluminação. Procissão de Eyos, na Nigéria, antigo ritual de purificação espiritual das famílias. 

As pessoas, usando máscaras de demônios e escondidas sob longas túnicas brancas, caminhavam em procissão pelas ruas de Lagos, afugentando os espíritos obsessores e as almas perdidas com tochas e tambores.

Aproveite essa antiga egrégora e faça um ritual de purificação:
Defume sua casa, queime tabletes de cânfora, salpique água do mar e toque sinos ou chocalhos para afugentar as más vibrações. Depois acenda uma lamparina ou vela amarela, abrindo as portas e janelas e invocando as Deusas e os Espíritos de Luz a entrarem em sua morada.
À deusa Ananta, entregue a orientação do seu caminho espiritual. 

Informações extraídas do livro “ O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur.

16 de ago de 2012

"Tudo está disponível. Você não precisa lutar. Você nem mesmo precisa se entregar. Porque a entrega é a polaridade oposta à luta. Você tem apenas que estar no meio. Tem que estar no estado de não-fazer, nem lutar nem se entregar. E de repente você será capaz de ver que a porta está aberta. Você nunca foi a nenhum outro lugar. Você sempre esteve aqui. Onde mais você poderia ir? Estar dentro é a sua natureza.E então tudo é revelado como um relâmpago. De repente a escuridão desaparece e tudo é luz." Osho


1 de ago de 2012

Escolhas

Hoje eu escolho o amor. 
escolho amar e ser amada. 
escolho o caminho da parceria, 
do com-partilhar, 
do com-viver. 
escolho o lugar de mulher, 
lugar de amante, 
lugar de parella, como se diz em espanhol.
escolho estar emparelhada, ao lado, 
nem a frente, nem atras. 
andar junto...
sonhar junto...
crescer junto...
chorar, se preciso, 
sobretudo sorrir ... muito
hoje eu escolho a vida, 
sem me esconder atras de desculpas, 
sem medo do desconhecido, 
com fé, 
acreditando na providência divina, 
que sempre nos coloca no lugar certo, 
na hora certa, 
com as pessoas certas. 

hoje eu escolho ser Eu, 
e viver a plenitude da minha essência, 
que é maior do que tudo que eu faço, 
ou digo, ou conheço. 
hoje sou Eu em qualquer tempo - espaço,
vou ser sempre Eu. 
quando chegar a hora, 
vou ser simplesmente Eu, 
independente de onde esteja, com quem, ou 
o que eu tenha feito, 
só levarei o que for meu, e 
somente minha essência é verdadeiramente minha, 
levo ela comigo, pra qualquer lugar, sempre...

hoje eu escolho o Amor
hoje eu escolho viver.
Escolho viver o Amor.

(Janice Sant'Anna - escrito em Florianópolis, em 13 de julho de 2012)

30 de jul de 2012

A MENSTRUAÇÃO E A LUA

Autor: José Laércio do Egito


" Embora a ciência oficial não reconheça, nem por isso deixa de existir uma forte ligação entre a Lua e a mulher, a qual deixou de sentir a interação entre a sua menstruação e as fases da Lua, como resultado de um ardil estabelecido contra o feminino. Hoje as mulheres vivem repletas de queixas orgânicas, psíquicas preocupantes, e para se curar de inúmeros distúrbios não será por meio do uso apenas de remédios, bem mais que isso ela precisa reintegrar-se com a natureza em geral e com a Lua em especial.
Não se pode negar que a Lua exerce uma ação muito grande sobre vários elementos da terra. Não é somente sobre o mar, produzindo marés. Existe o chamado princípio físico da capilaridade que controla o fluxo líquido em tubos capilares. Tudo o que depende de irrigação capilar, sofre influencia da Lua, pois ela não tem ação somente sobre a macro-maré (oceano), mas também nas micro-marés (fluxos capilares). 
O mecanismo que faz com que a seiva de um vegetal flua para cima é regido pelo principio da capilaridade. É por isso que a Lua interfere tanto na terra. Se não houvesse o efeito da Lua, o mecanismo de capilaridade, de fluxo de seiva seria totalmente diferente e com certeza o mundo vegetal seria diferente, composto por outro tipo de flora; consequentemente tudo aquilo que depende das formas vegetais conhecidas seriam influenciadas. Sem a Lua não haveria maré, e sem maré o ritmo do vento seria diferente, assim toda a vida manifesta biologicamente na terra seria drasticamente afetada. A menstruação é um processo que envolve vasos capilares (micro artérias e veias), portanto sujeita aos princípios físicos que regem a capilaridade. Naturalmente a gravidade lunar interfere nesse processo do qual a menstruação tem a ver diretamente. Essa é uma explicação física, mas há outros processos em nível de energia que nesta palestra declinamos de descrever.

Na verdade o organismo produz hormônios que agem sobre a circulação genital, em especial a ovariana e uterina; agem sobre a micro circulação genital e disso resulta um conflito muito grande, por um lado a substancia química provocando, por exemplo, uma dilatação, enquanto por outro a Lua provocando uma vaso constrição. É bem diferente quando as duas ações estão em sincronia. 
Diante do que escrevemos; a mulher deve estabelecer uma sincronização do seu organismo com as fases da Lua. Para isso há vários meios, talvez o mais simples seja o estabelecimento de um diálogo constante com a Lua, falar com ela, vê-la com carinho, admira-la; cante canções que falam do luar; escute música relacionada, permaneça algum tempo exposta a sua luz. Converse com ela, aja como se ela fosse sua confidente. Na verdade talvez essa comunicação não ocorra como algo objetivo, mas o propósito é condicionar a mente a interagir de acordo com a fase da Lua. Nenhum aparelho pode registrar que um diálogo seja assim estabelecido, mas indubitavelmente a mente começa a atuar de conformidade com o rito lunar. Mesmo que o mecanismo de atuação seja imaginativo, seja um processo de condicionamento mental, não faz diferença, não importa se se trata de uma ocorrência objetiva, pois o que realmente interessa que seja efetiva, mesmo que se trate de algo se é algo objetivo, ou mesmo sugestivo, ocorre. O que é significativo é a ocorrência de um condicionamento mental atuante.
Na fase crescente, procure imaginar seu útero aumentando suavemente de volume, sua menstruação ocorrendo na fase da Lua Cheia, que independentemente do processo que determine isso a mente que comanda as funções orgânicas, o fluxo menstrual vai se regularizando progressivamente. Quando a imagem da Lua for diminuindo, visualize o útero também diminuindo.

Por certo que a pessoa com essa prática não vai sentir o efeito nos primeiros meses; a dissintonia que existe na maioria das mulheres é um processo demorado de ser solucionado, pois precisa ser quebrado aquilo que por anos e anos foi sendo estabelecido. Romper com um processo “cristalizado” não acontece rapidamente. Mas, com a persistência o efeito será notável; chegará o momento em que o organismo estará plenamente sincronizado com as fases da lua. 
Assim como na crescente a imagem lunar vai se ampliando, o mesmo também irá ocorrendo com o endométrio, para iniciar o processo menstrual nos dias da Lua Nova. Ver a Lua como se ela fosse se esvaziando – minguando – e o mesmo ocorrendo em seu organismo, que algo está se exaurindo dele (energia espúria). Esse processo necessita tempo, mas após poucos anos seu ciclo estará totalmente em sincronia com a fase da lua, por certo a menstruação ocorrerá na lua cheia, sua saúde ginecológica será ótima e a menopausa sem problemas. No passado, em especial nas culturas nativas, a menstruação era uma atividade fisiológica com ciclo exato de 28 dias (ciclo lunar) e a menstruação ocorria precisamente na Lua Nova. Na medida em que a mulher perdeu o vinculo com a Lua, a sua menstruação se tornou aleatória, irregular em freqüência em duração, e isso é causa de muitos distúrbios ginecológicos, e de outros sistemas orgânicos, em especial no campo psíquico.

Não estamos afirmando, mas também não estamos negando, que esse processo de sintonia seja determinado fisicamente por alguma força física da Lua. Para as pessoas comuns, é mais fácil aceitar que seja uma decorrência de um condicionamento puramente mental. Não se pode negar que o mental pode facilmente ser condicionado, o organismo tem os chamados reflexos condicionados; muitas funções podem ser condicionadas, e essa interação entre a mulher e a Lua também o pode ser. Certos exercícios podem atuar como efetivadores de reflexos orgânicos, e no caso em estudo, regularizando o ciclo menstrual e, consequentemente, corrigindo muitos distúrbios. 
Entre as mulheres vem sendo desenvolvida uma repulsa tão grande à menstruação, que muitas estão provocando através se hormônios uma amenorréia (falta de menstruação). O resultado é previsível, elas pensam que ficam livres do incômodo físico, na verdade isso acontece, porém a um altíssimo custo. Elas ignoram que com essa prática vão se tornando um “poço” de problemas orgânicos, de distúrbios cada vez mais sérios, em especial na área mental, um processo crescente de neurotização ou o que é pior de cancerização.
A Lua não atua sem o Sol, há necessidade de plena interação entre esses dois astros, de igual forma a mulher não atua plenamente sem o homem. Masculino e feminino são polaridades de uma mesma condição. Na união das polaridades está o Infinito, na verdadeira união entre o masculino e o feminino está o equilíbrio infinito.
Há muitos outros exercícios para a regularização da menstruação. Há outros complementares, e até mesmo básicos para o restabelecimento da interação entre a mulher e a natureza.
Avante, tenham coragem, invistam no processo de sua libertação, reconquistem o poder feminino que lhe usurparam. Você, minha amiga, lembre-se, é representante da Mãe Natureza. 
Os lenhadores sempre afirmaram que a madeira cortada em período de lua cheia facilmente era atacada por insetos, por isso para a obtenção de madeira resistente eles só abatiam arvores em “noite escura” – período de lua nova. Os botânicos diziam que isso não tinha fundamente, que era superstição apenas, mesmo que a pratica mostrasse o inverso. Depois foi a própria ciência quem descobriu a razão. No período de lua cheia os capilares que conduzem a seiva se dilatam e assim muitos alcalóides podem ascender pelo caule. Quando a arvore é derrubada nessa fase há mais desses alcalóide e consequentemente mais alimento para insetos, tais como o cupim, por exemplo. Assim mais facilmente a madeira é preferida pelos insetos devoradores."

25 de jul de 2012

O ponto de virada no processo de crescimento é quando você descobre o centro da força dentro de você, que sobrevive a qualquer sofrimento. 
(Max Lerner)




15 de jul de 2012

Curso de Shantala - 21 de julho de 2012 - Porto Alegre

Clique na imagem para ampliar

21 de julho de 2012
Sábado 
Curso de Shantala 
Uma experiência de Amor
Com Fabiana Panassol
Hora: 10h ás 12h
Shantala é uma massagem tradicional da Índia, especialmente indicada para bebês com 30 dias de vida em diante, para manter ou restabelecer seu  equilíbrio físico, emocional e energético.
Foi descoberta pelo médico francês Fréderick Leboyer, que a apresentou de forma encantadora  ao Ocidente, através do livro Shantala ( em homenagem aquela mãe que massageava seu filho, em plena rua de Calcutá).
Massagear com carinho e amor, é a essência principal da Shantala,  por isso não tem contra indicação, é só a mamãe aprender o passo a passo desta técnica e começar a praticar. O bebê que recebe a massagem, vai desenvolver uma visão do mundo sem medo e com mais prazer no seu dia a dia.
A Shantala é curativa, ajuda a aliviar as cólicas e dá mais conforto ao bebê, quando recebe o toque da mamãe. Ajuda a relaxá-lo e dormir melhor. Alonga o seu corpinho no todo, pés, mãos, costas, rosto, barriguinha. Dá firmeza nos músculos. Fortalece seu sistema imunológico. A mamãe ou papai, coloca-se, completamente em atenção, cuidado e carinho neste momento maravilhoso e o bebê torna-se mais amoroso, saudável e tranquilo.
 
A Shantala é feita com óleo de massagem, em suaves movimentos com as mãos levemente aquecidas, que deslizam livres, suaves e macias, percorrendo todo o bebê.
Coloca-se uma música suave no ambiente, olhares se tornam cúmplices e dizem mais que mil palavras...
 
Venha conhecer e praticar a Shantala, oficina especial e interativa para pais, gestantes, casais grávidos, cuidadores ou profissionais que desejam conhecer esta técnica simples, porém profunda e reveladora.
 
Aproveite ótimos dias mais felizes com seu bebê.
 
Investimento: R$ 120,00 com polígrafo do passo a passo

Local: ESPAÇO RAPA NUY
Rua Delfino Riet, 116 - Sto. Antônio - POA/RS
(ônibus Caldre Fião ou lotação Canal 10)

Trazer uma manta, ou canga para colocar o bebê sobre o colchonete
Um frasco de óleo para massagem ( para quem vier com bebê)
Boneco ( para gestantes, cuidadores, profissionais e casais grávidos)

Facilitadora:
Fabiana Panassol-
Focalizadora do espaço Luz Materna em Porto Alegre com atividades focadas na gravidez, parto e maternidade. Especialista em Shantala. Yoga para Gestantes e preparação ao parto. Orientadora pré e pós natal. Doula. Terapeuta Reiki. Cromoterapia e Hinpnose Clínica/Dinâmica pré natal e parto.

INSCRIÇÕES: (51) 32352124 / 98210643
Organização: Clã Filhas da Lua
Se algum artigo neste blog estiver como "autoria desconhecida" e você souber informar, agradecemos e faremos a devida correção. Solicitamos também que, ao ser extraída qualquer informação desta página, seja adicionada à devida autoria ou endereço:
http://clafilhasdalua.blogspot.com/