13 de dez de 2012

La Befana

Neste natal conte ás crianças a história de La Befana, para sair um pouco da onda de consumismo do Papai Noel...


No Folclore italiano, quem leva os presentes às crianças não é o pai natal é La Befana, uma simpática bruxinha que no dia 6 de Janeiro, feriado nacional, deixa prendas às crianças que se portaram bem.

Na Itália permanece a lenda mítica e as tradições envolvendo esta bruxa nomeada de La Befana, nome que vem de “Epifania”. La Befana também conhecida como Vecchia ou Strega é uma personagem mítica do folclore italiano personificada na figura de uma velhinha que presenteia as crianças bem comportadas com doces e dá carvão para as que não se comportaram bem durante o ano na noite de 5 para 6 de janeiro. 

A origem dessa tradição é incerta e há várias versões sobre o seu surgimento, as mais comuns remontam ao período arcaico e fundem elementos do folclore e da tradição cristã. Uma delas dá conta de que a Befana foi uma velhinha que auxiliou os três reis magos a encontrarem Jesus quando ele nasceu. 

A simbologia de comemorar no dia 6 de janeiro seria uma apologia ao dia de Reis, de acordo com o calendário cristão.

As crianças italianas escrevem cartas para a Befana e é comum deixarem meias e saquinhos pendurados para receber chocolates, caramelos e brinquedos. 

Em algumas regiões da Itália, as pessoas se vestem como a Befana com um lenço pendurado no pescoço, saia, capa, óculos e junto com os seguidores passam pelas casas que tem uma bonequinha com a imagem da Befana nas janelas que é uma espécie de sinal de que a Befana e os seguidores são bem vindos a aquela casa.

Depois do final da celebração de La Befana, as bonecas são queimadas como forma de simbolizar que as coisas ruins que acontecerem no ano anterior devem ser esquecidas e que no ano seguinte coisas boas vão acontecer.

A Befana é celebrada em toda a Itália, afinal ela é considerada um ícone nacional, mas a comuna de Urbania é considerada sua “casa” oficial. Todo ano há um grande festival para celebrar o feriado, mais de 50 mil pessoas se reúnem para celebrar a data. 

Há muita comida como carne assada, vinho, lingüiças temperadas e doces para as crianças como caramelos e também os “carbones” que são uma representação de carvão, dado para as crianças que não se comportaram bem. Hoje em dia, faz-se esse carvão em forma de doce.

A Deusa Befana é uma Deusa Mãe Anciã que é celebrada na Décima Segunda Noite dos “Doze Dias Sagrados” – intervalo entre as celebrações antigas do solstício de Inverno (Babbat Celta Yule) e a Epifania.Nesse intervalo, as Mães antigas ensinavam à humanidade os segredos da agricultura e das artes domésticas: fiar, tecer, bordar, cuidar e educar as crianças, manter vivas as tradições ancestrais e os antigos ritos sagrados

Elas recebiam oferendas de pão, mel, leite e tranças de pão para substituir as oferendas feitas pelas mulheres com seu próprio cabelo, do qual se guardava uma parte para ser usada em curas ao longo do ano, sempre que necessário.

A deusa italiana e etrusca Befana era chamada de Marantega (Mãe antiga) e era celebrada no final dos Doze Dias, data que corresponde à atual festa cristã da Epifania. Na Sicília, sua memória permanece na figura e nos costumes de La Strega ou La Vecchia (bruxa, velha), a Anciã de outrora…

(O cristianismo fez uso de seus muitos artifícios maniqueístas que sempre envolvem: bem x mal x obediência x desobediência, punição ou recompensa…Befana originalmente é uma Deusa do Inverno, da Magia, da Noite, da Lua Minguante, da Sabedoria, do Destino… )

(Fonte: Feiticeira faceira)

Na Italia, nem todos esperam o "Babbo Natale" - Papai Noel, em alguns lugares eles dão presentes em Dezembro no dia da Santa Luzia. Alguns esperam o "Gesu Bambino" ou o San Nicolau.
Também dia 06 de Janeiro além da Befana, existe um ritual  pagão que se chama "Panne vin" (Pão e vinho) onde eles fazem uma fogueira  para queimar a Strega (Bruxa ma), e as coisas ruins do ano que passou e 
colocam seus desejos para o ano vindouro.
Parece que dependendo de como ficava a queima da fogueira eles sabiam se o ano seria de boa colheita ou não.

Um comentário:

Rosicler disse...

Sempre tive curiosidade sobre as 12 dias Sagrados e finalmente encontrei com alguma explicação.
Gostei mesmo muito deste blog e vou segui-lo :)
Um bom ano e bem-haja.
Rosicler

Se algum artigo neste blog estiver como "autoria desconhecida" e você souber informar, agradecemos e faremos a devida correção. Solicitamos também que, ao ser extraída qualquer informação desta página, seja adicionada à devida autoria ou endereço:
http://clafilhasdalua.blogspot.com/