O Projeto Clã Filhas da Lua, co-criado por Ana Paula Andrade, alcançou seus 10 anos de existência e encerra sua agenda planetária no mês de janeiro de 2016. Durante esta década elaborou e ofereceu atividades voltadas para o despertar da consciência e do potencial humano de Cura, a nível pessoal e coletivo. Tendo como sua principal ação o Movimento dos Círculos Femininos, ofereceu espaço de fala e escuta para mulheres, bem como vivências e ambientes de livre partilha para o resgate da cumplicidade feminina. Todas as propostas deste projeto foram orientadas por uma visão holística e transpessoal, visando contemplar o indivíduo como um todo. Mesmo que o enfoque principal fosse o Despertar do Sagrado Feminino.

Respeitando sempre os términos e começos, Ana Paula Andrade, mulher cíclica, mãe e sempre Geradora, finaliza essa tecedura para um novo tecer.

O blog seguirá aberto para fins de consulta, pois muito foi arquivado nesta página que já auxiliou tantas mulheres. Mas, este canal virtual não será mais alimentado.

Agradeço de coração as leitoras e amigas por todas as visitas e pela confiança de todas as mulheres nestes anos de tantos Círculos. SOMOS UMA!!

21 de abr de 2015

Tempos de reflexões...



Como é bom me colocar neste lugar de observadora e somente observar, sem julgar ou tentar entender, apenas observar... e constatar que estou em paz com o que tem aqui Dentro da Ana Paula . Com tudo que tem aqui Dentro.

Temos uma história e é muito bom quando não procuramos mais culpados nesta história, e nem mesmo nos culpamos, apenas honramos cada personagem desta grande peça da Vida, que fizeram o que souberam fazer neste palco. E que tem pessoas que saem de cena, e que tem outras que roubam a cena (porque desempenham muito bem o seu papel) marcando nossa Vida. E aqui não estou qualificando bem ou mal, bom ou ruim, apenas o que se apresentou e o que ainda permitimos que se apresente, neste grande palco que é a Vida!
Já vesti muitos papéis, já fiz drama, já fiz comédia, já fui megera, bruxa, vilã, menina boazinha, a coitadinha, a desenquadrada e a quadrada... AGORA, escolho ser UM CÍRCULO!
No Círculo investiguei cada cantinho da minha alma que me tornava quadrada. E que me dava a possibilidade de esconder-me de mim mesma! Me tornando um círculo aprendi tanto de mim... e tenho tanto para ver de mim ainda que quero seguir sendo isto. 
O círculo de mulheres me colocou diante de mim mesma e me trouxe a identificação do meu Projeto Celeste aqui na Terra. 
O que sinto é algo intangível - O Círculo me absorve e eu absorvo o círculo... e algo mágico acontece. Em círculo de mulheres me sinto inteira, completa, verdadeiramente Eu.

FORMAÇÃO GERADORA DE CÍRCULOS FEMININOS
Conheça o propósito e a história deste projeto:

Se a tristeza chegar, trança teu cabelo


"A minha avó dizia-me que quando uma mulher se sentisse triste, o melhor que podia fazer era entrançar o seu cabelo; de modo que a dor ficasse presa no cabelo e não pudesse atingir o resto do corpo. Havia que ter cuidado para que a tristeza não entrasse nos olhos, porque iria fazer com que chorassem, também não era bom deixar entrar a tristeza nos nossos lábios porque iria forçá-los a dizer coisas que não eram verdadeiras, que também não se metesse nas mãos porque se pode deixar tostar demais o café ou queimar a massa. Porque a tristeza gosta do sabor amargo.
Quando te sintas triste menina- dizia a minha avó- entrança o cabelo, prende a dor na madeixa e deixa escapar o cabelo solto quando o vento do norte sopre com força. O nosso cabelo é uma rede capaz de apanhar tudo, é forte como as raízes do cipreste e suave como a espuma do atole.
Que não te apanhe desprevenida a melancolia minha neta, ainda que tenhas o coração despedaçado ou os ossos frios com alguma ausência. Não deixes que a tristeza entre em ti com o teu cabelo solto, porque ela irá fluir em cascata através dos canais que a lua traçou no teu corpo. Trança a tua tristeza, dizia. Trança sempre a tua tristeza.
E na manhã ao acordar com o canto do pássaro, ele encontrará a tristeza pálida e desvanecida entre o trançar dos teus cabelos…"

- Rui Sá




"Não nasci para ser adequada, coerente, adorável. Nasci para ser gente. Para sentir de verdade. Tenho vocação para transparências e não preciso ser interessante o tempo todo. Por isso, não espere que eu supere as suas expectativas: às vezes, nem eu supero as minhas."
Marla de Queiroz


2 de abr de 2015

Refexão sobre a Páscoa

Hoje acordei um tanto conectada ao Espírito da Páscoa. Eu e meu companheiro não costumamos comemorar ou aderir a estas datas "comerciais", mas costumamos refletir sobre o tema ou sua origem.
Hoje, enquanto lavava louça e refletia sobre este homem (Jesus) revolucionário, escuto a Voz que vem de Dentro me dizer:

"Jesus foi um revolucionário pacífico. Ele falava de Paz, de Amor, mas instigava pessoas a pensar diferente. Ele não desejava a guerra, mas tinha consciência de que a revolução traz caos e desordem. Que haveria a necessidade de gerar o caos e a desordem para desorganizar o sistema vigente e instalar um novo sistema.
Ele tinha conhecimento de seu projeto celeste aqui na Terra e sabia bem o que fazer aqui. E se fosse preciso um sacrifício por isso, ele o faria! Portanto, não foram vocês que causaram a crucificação, porque isto já era uma possibilidade existente. Mas vocês geraram a possibilidade da Ressurreição, pois por vocês Ele Renasceu!
Sua Ressurreição teve o propósito de limpar a culpa (absolver os culpados). Ele retornou para resgatar àquele que se punia em sua consciência, por pensar que teria o traído. Disse que não ascenderia ao Céu se não o livrasse da culpa.
Jesus nos diz: Não há culpados!!"

Compreendi com esta mensagem que a Mensagem de Jesus está VIVA e atuante mais do que nunca. Que a energia Crística paira sobre a Terra neste momento da humanidade (nesta idade da humanidade) muito fortemente. Nos encontramos em meio ao caos e a desordem, revolucionando tudo e muita coisa, internamente e externamente. Tudo isso para modificar um Sistema (seja este um sistema de crenças, de ordem e estrutura, interno ou externo, um sistema econômico ou hegemônico). E ao mesmo tempo que somos aquele (a) que revoluciona, somos a Revolução, o caos, a desordem. E podemos OU NÃO gerar guerra. Neste processo, dor e "baixas" são inevitáveis, mas não precisamos sofrer. Porque não há culpados!
E é justamente pela liberação desta memória de Dor e Sofrimento, de CULPA e PUNIÇÃO que estamos vivendo a REDENÇÃO.
Estamos diante da REDENÇÃO meus irmãos. É tempo de render-se, de afirmar: EU ME RENDO AMOR!
O Redentor está passando em nossas Vidas, em cada Casa, em cada Coração.

Cantemos: Abro a janela do meu coração: Entrego, Confio, Aceito e Agradeço.

No mito católico, Judas Iscariotes é a personificação da Culpa. Se há em você alguma identificação interna com a traição ou a culpa, lembre-se, isso já foi limpo e libertado. O que vivemos é uma ilusão ou uma ressonância.

"Eu vos digo meus irmãos: Muitos estão no tempo do crematório e estão ardendo em chamas para consumir algo que já não lhes pertence mais. Um novo corpo lhes será dado, um corpo de cinzas! De onde todos vocês renascerão!" (Um coração)



27 de mar de 2015

"Perguntaram à flor de onde vinha: 
- De uma semente de amor que não se acovardou."
(Ana Jácomo)


30 de jan de 2015

FORMAÇÃO GERADORA DE CÍRCULOS FEMININOS - 2015

Taquara - Rio Grande do Sul - Brasil




"Ao longo da Formação da primeira turma de Geradoras, percebemos que este projeto era além de nossa Visão. Guiadas por vozes ancestrais, o intento que nos reuniu já não poderia ser, senão antes nos tornássemos o próprio Círculo. Percorrer caminhos internos e subterrâneos do feminino para então compreender o Sagrado, tornou-se a tarefa e o propósito desta Formação. Sentir-se um Círculo, sem início e sem fim... plena, inteira... recontando sua história e revisitando espaços a tempos esquecidos. Tornando-se consciente da função de Gerar e de seu compromisso como agente de mudança e transformação, retomando para si a capacidade de parir uma nova humanidade, a partir do contato com a mulher instintiva/intuitiva, Mulher Geradora." 
(Ana Paula Andrade)





“Os Círculos de Mulheres são formados um a um. Cada Círculo expande para mais mulheres a experiência de pertencer a um deles. Cada mulher, em cada círculo, que se transforma através de sua experiência nele, leva estas mudanças para outras relações. Até que, em um determinado dia, um novo Círculo se formará e ele será o Milionésimo Círculo – aquele que faz a diferença – e nos levará a uma era pós-patriarcal.” (Jean Shinoda Bolen).


A Formação é composta de 5 módulos de finais de semana, em imersão em um Sítio, onde a mulher é convidada a aprofundar-se em diversas questões do Sagrado Feminino, bem como, ampliar o olhar sobre sua própria história. 

Não há pré-requisitos para participar desta Formação


Base do programa:

A Donzela, a Mãe, a Anciã
Ritos de Passagem
Mistérios do Sangue
Graal - o elixir vitae
Desenvolvimento da escuta sensível
A arte atemporal de participar de círculos
Deusas/presenças arquetípicas na psique da mulher
Espelho da Lua - estudo das 7 deusas gregas (projeto Clã Filhas da Lua)
Considerações e sugestões de rituais e cerimônias
Proteção, ancoramento e encerramento dos trabalhos
Encontros na Lua Nova
O Círculo das Rezadeiras
Ervas, defumações
Benzeduras
Arteterapia
Aromaterapia para o feminino
Cantos e Danças Circulares Sagradas
Biodanza
Os 4 altares
As Avós - a voz guia.


Local:

Sítio Holístico Terra Cristal – Taquara/RS

http://sitioholisticoterracristal.blogspot.com.br


VAGAS:

15 vagas com acomodações na pousada, dormitórios coletivos (2, 4 ou 6 camas), banheiro coletivo. Necessário levar toalha e material de higiene pessoal. Não é necessário levar roupa de cama.


Investimento: R$ 2.800,00 à vista

Parcelado: 5 x R$ 600,00 ou 8 x R$ 390,00


Para efetuar a inscrição na Formação é necessário preencher a ficha de inscrição disponibilizada no blog, aguardar confirmação por email com o envio do contrato e a inscrição é efetivada mediante o depósito de R$ 200,00 que serão abatidos da primeira parcela ou do valor total, caso seja escolhida a opção de pagamento à vista.


O acerto do valor total, seja á vista ou parcelado, deverá ser realizado no primeiro módulo e o parcelamento só é viável mediante cheques pré-datados.


Após a conclusão da Formação, a Geradora interessada em conduzir Círculos Femininos deverá acompanhar como ouvinte, no mínimo 2 módulos de outra turma em andamento, assumindo apenas despesas de estadia e alimentação.




O valor pago pela formação inclui: estadia, alimentação, material didático, material de apoio, CD de músicas e algumas "surpresas"!



Observação: Não está incluso transporte até o sítio, o que – caso necessário - deverá ser programado previamente com a organização. Mas normalmente as participantes se organizam em caronas solidárias.

EM CASO DE DESISTÊNCIA: Para a devolução do valor de inscrição, é necessário avisar a desistência por email, com no mínimo 10 dias úteis de antecedência do evento. Caso contrário, o valor já estará comprometido com a pousada e não será possível a devolução. 

INFORMAÇÕES: geradoraeusou@gmail.com

7 de jun de 2014

2@ edição da Formação Geradora de Círculos Femininos - Agosto de 2014

Lançamos a 2@ edição da Formação de Geradora de Círculos Femininos.
A formação da segunda turma inicia em agosto de 2014.
Informações pelo email: geradoraeusou@gmail.com
ou pela página: Geradora de Círculos Femininos


Porque Geradora?

O termo Geradora de Círculos Femininos me chegou por inspiração... nunca havia o escutado antes e até então me apresentava como Focalizadora de Círculos Femininos. Pensando na Formação que propunha orientar e dar base para mulheres com o propósito de conduzir Círculos Femininos, surgiu a Função de Gerar.
Gerar é dar VIDA! Aceitar a vida que se manifesta no ventre!
E assim são os Círculos de Mulheres, um ventre que gera AMOR, CUMPLICIDADE, INTEIREZA... que traz de volta ao Lar (ao centro) a mulher que se perdera de si mesma. Que reconecta o Ser Mulher ao Sentido do Sagrado, trazendo a compreensão do Feminino.

A Formação chegou a mim como um convite amoroso e uma disciplina sutil... como disse-me uma vez uma das Vozes que me guia: "Tem coisas que já estavam escritas antes de vocês nascerem"! Neste tempo de caminhada, buscando-me e encontrando-me em tantas mulheres, fui testemunha de muitos desabrochares... e mais que me encantar com o colorido e o perfume das flores, me encantavam os beija-flores, bem-te-vis, borboletas que surgiam com o ímpeto de polinizar... as asas do Amor levava a semente de um ventre a outro surgindo novos círculos de mulheres. Então, revendo 8 anos de trabalhos e atividades voltadas ao Despertar do Sagrado Feminino e o Empoderamento da mulher como protagonista da sua própria história, 5 anos de encontros ininterruptos em cada lua nova, a alegria de não ser capaz calcular quantos círculos realizados e a quantidade de mulheres encontradas... me vem a recordação do sonho que a anos atras me mostrou a Formação... e escuto a voz das Avós: Chegou a hora!

Mas como fazer? Por onde começar? E elas responderam: Está tudo dentro, JÁ ESTÁ!
Então respirei e confiei, pois tudo já estava sendo gerado... a muito tempo...
Mulheres passaram a fazer contato comigo perguntando se não havia um curso preparatório para condução de círculos femininos e eu pensava: Mas está tudo dentro!!
O que eu fiz nestes anos foi trazer de dentro algo muito antigo.

E "Elas" (as Avós) me disseram: "GERADORA DE CÍRCULOS FEMININOS".
Quando você Gera, algo se transforma dentro de você! A vida brota sem que você faça esforço, e o controle já não faz sentido, porque seu corpo responde de outra forma! Sua natureza fala mais alto e seu instinto selvagem aflora... seu olfato, sua escuta, sua visão são outros, sua percepção está a Serviço!

Então, assim recebemos o CHAMADO DAS AVÓS para esta Formação, sentimos que seria algo intenso, visceral... um Mistério! Que seria descortinado a cada uma, na sua Presença! 
Nos sentimos grávidas de nós mesmas e nos parimos, com todos os medos e dores que ainda nos cabiam liberar, para gozar então a alegria de ver-se (re) nascida.
Cada mulher nesta Formação será convidada a refazer seu trajeto com Amor, muito Amor. Não há mais tempo para dor, a cura do feminino vem pelo Amor. Os Ritos de Passagem trarão essas mulheres com suas velhas sábias, do tempo escuro do ventre ao centro luminoso do coração. Onde a dualidade não existe, mas a unicidade da teia se faz existir.

Ana Paula Andrade

Me perdoa

Me perdoa, se com minhas feridas eu machuquei as tuas.
Me perdoa se com meus limites eu relembrei os limites dos teus pais.
Me perdoa si com minhas reações te levei a dureza e a se aprisionar novamente.
Me perdoa por te amar como humanamente me amaram como humanamente se ama.
Eu te perdoo por me levar até minhas feridas.
Eu te perdoo por me levar aos meus limites que muitas vezes são os limites dos meus pais.
Eu te perdoo por me levar até a dureza e ao aprisionamento.
Eu agradeço tua presença em minha vida, me ajuda a descobrir quem sou efetivamente.
Eu te amo porque te amo, como aprendi a amar, como humanamente me sai, como humanamente posso, como vou aprendendo.
E sei que por te amar, uma e outra vez, deixarei que me leves as minhas feridas, as minhas prisões, as minhas fúrias, ao meu desespero, a minha solidão, a minha dor, e que por me amar me deixarás te levar até as tuas.

E sei que por nos amarmos nos levaremos também a esse lugar onde o amor se torna entrega, fusão, silencio, unidade. E nesse ciclo perfeito de dor, amor, alegria e criatividade que nos ensina a vida, aprenderemos a manifestar o Amor que és, o Amor que sou e o Amor que somos quando estamos juntos. 

Carina Tacconi


11 de mai de 2014

Em cada menina que a terra criou um carinho de mãe Maria deixou... Um sonho de mãe Maria plantou para o mundo a paz encontrar....


O mar serenou quando ela pisou na areia...

E um dia fui beijada pela Mãe e Ela cresceu dentro de mim...


"Que o Ser em cada um de nós que é o "ninguém", ou seja, 'el alma pura', sempre nos lembre que, não importa o que aconteça, temos uma Mãe amorosa, mansa e feroz, que espera que aprendamos, que nos comprometamos a ser mansamente ferozes, ferozmente mansos... como ela.
Que nós, que puxamos e içamos todos os dias, relaxemos um pouco, e nos lembremos, com o coração voltado para nosso lar, de que é nossa Mãe, o mais belo Sino jamais forjado, que nós, pequenas cordas, lutamos para badalar... para que a memória de sua voz melodiosa ressoe por nosso corpo, nossa mente, nosso espírito, nossa alma, nossas obras e nossas terras, diariamente." (trecho do livro - Libertem a Mulher Forte).

A ti Sarah Emanuelle, minha filha, estrelinha do mar de Mamãe... gratidão por me fazer nascer Mãe!!!




9 de mai de 2014

A Velha Mãe...

Aproxima-se o dia das mães e me toca o coração homenagear essa Avó guarani, mãe de oito filhos – cinco mulheres e três homens – uma prole de mais de 40 netos, mais de 30 bisnetos e já alguns tataranetos... Vovó Rosa - mulher semeadora - de trás da fumaça de seu cachimbo (petyngua) vem ela semeando um caminho de flores... gratidão minha avó!!



Poty-Dja (Vovó Rosa) 
 Liderança Feminina da Aldeia Yynn Moroti, município de Biguaçu, Santa Catarina
Esposa do pajé Wherá Tupã (vovô Alcindo).



«Convertirse en anciana tiene que ver con el desarrollo interior, y no con la apariencia externa. Una anciana es una mujer que posee sabiduría, compasión, humor, valentía y vitalidad. Es consciente de ser verdaderamente ella misma, sabe expresar lo que sabe y lo que siente, yemprender una acción determinada cuando es necesario. No aparta los ojos de la realidad, ni permite que se le nuble la mente. Puede ver los defectos y las imperfecciones en ella misma y en los demás, pero la luz con la que los ve no es severa ni enjuiciatoria. Ha aprendido a confiar en sí misma hasta saber lo que ya sabe.»
~Jean Shinoda Bolen.~

Meu nome é MULHER



Meu nome é Mulher e encontro a minha morada na liberdade
Não sei ser presa mas aprendi a me deixar ser a caça quando necessário e a caçadora quando o cheiro encanta o meu faro
Se enjaulada mostro-me pela metade e a minha busca é ser inteira 
Inteira com meus erros, acertos e vontades.
Com meu faro, com meu sexo, com minha ousadia. 
Busco-me na solidão e encontro-me no meu silêncio. Aventuro-me em minha matilha e encontro o meu esconderijo nos aposentos da minha alma.
Nesses aposentos, reside a "velha que sabe" que me esina ao sussurrar de cada melodia. Me traz a força na hora da fraqueza e me mostra que o tempo de menina boazinha já não é mais meu tempo.
Sou um pouco de Eva e tenho os trejeitos de Lilith. Sou menina-mulher, sombra e luz, medo e coragem.
Sou a dona de mim,carregada de emoções e ciclica por natureza.
Me pergunte por aonde eu ando e te responderei que não tenho caminho para caminhar, deixo o meu extinto me levar.
Fiz do hoje o meu único dia. 
Danço e bailo quando o medo apresenta-se em meu castelo, ao abri a porta lhe dou as boas - vindas, convido para entrar e aprendo com ele a conhecer todo o palácio.
Hoje sei quem eu sou! Amanhã? Eu me reivento.
Borboleta por natureza, sou adepta à transformações. 
Minha alma tem sede de liberdade e ousadia.
Aprendi a não me deixar vencer pelo cansaço e sim encontrar nele o impulso necessário para as minhas vontades.
Mergulho em minhas profundezas e coloquei a palavra Intensidade em meu sobrenome. Não breco ate conhecer, e ao conhecer me permito vivenciar as dores e as delicias do SER
Sou assim Fêmea, filha da Mãe, filha da Terra;
Me Buscando, Me Perdendo, Me ENCONTRANDO!!


Carol Shanti

8 de mai de 2014

Segunda Vermelha 2014 em Florianópolis/SC

Este ano (2014) estarei celebrando a SEGUNDA VERMELHA na ilha de Florianópolis/SC dia 12 de maio. Meu convite é para todas as mulheres que queiram celebrar seu Tempo de Lua, sua Menstruação.

A data de tradição da Campanha é sempre na primeira segunda-feira do mês de maio, mas como dia 05/05/14 eu estava em trânsito retornando para o estado de SC, vou quebrar o protocolo e festejar mais uma vez, hehehe.

Nos reuniremos na Pousada Rio Vermelho, na Praia do Moçambique, dia 12/05 ás 19h40min.
Compareça de saia, roupa ou acessórios na cor vermelha (unhas e batom está valendo rsrsrs) e traga 1 almofada para seu conforto.

Trazer um lanche para compartilhar, chá ou suco de uva integral.
Contribuição espontânea: R$ 5,00
(Atividade aberta ao público masculino)

Local: Rod. João Gualberto Soares, 8479
Praia do Moçambique
(ônibus Rio Vermelho passa na frente da pousada, descer no supermercado Thaysi)



Movimento defende aceitação da natureza feminina e orgulho de ser mulher
Por ROBERTA STRUZANI

Na primeira segunda-feira do mês de maio (05/05/14) é celebrado por milhões de mulheres de todo o mundo o "Menstrual Monday" (conhecido no Brasil como "Segunda Vermelha"). A campanha - que completa 14 anos em 2014 - tem por objetivo reforçar o orgulho de ser mulher e desmistificar a natureza do corpo feminino, como o ato de menstruar. O movimento, idealizado por Genebra Kachaman e Molly Strange, vem a cada ano ganhando mais adeptos, levando a uma nova consciência.

No começo, o principal objetivo da "Segunda Vermelha" era conscientizar as mulheres sobre os malefícios dos absorventes internos, cujo uso frequente pode dar origem a doenças ginecológicas e infecções, sem contar a incidência de câncer de útero. A campanha propagava, por exemplo, o uso de coletores menstruais - objetos reutilizáveis feitos de silicone e sem toxinas, que coletam o sangue menstrual, sem afetar a saúde ou o meio ambiente. Mas a campanha foi tão bem aceita e valorizada que tomou novos rumos e passou a pregar a defesa da natureza feminina, o orgulho em menstruar e a aceitação danatureza do ciclo da mulher.

Geralmente, as mulheres que participam do movimento coletam seu sangue menstrual e fazem desenhos com o material. Também são expostas fotografias artísticas com mulheres mostrando seus corpos manchados de sangue da menstruação. Essas "artes" podem ser divulgadas em mídias sociais, estampadas em cadernos e diários comercializados ou apresentadas em exposições feitas pelas participantes. A ideia é realizar atividades que manifestem a honra de menstruar e ser mulher, deixando de lado a vergonha em mostrar o sangue que vem do nosso corpo saudável feminino.

Mas vale reforçar que apesar da "Segunda Vermelha" defender o orgulho feminino, ela não pretende excluir o homem, mas sim trazer essa consciência a todos, principalmente à ala masculina, para abraçarem essa causa junto conosco. A ideia é ajudá-los a entender melhor a natureza feminina, como os rompantes de humor da TPM ou os possíveis efeitos colaterais da pílula, por exemplo.

30 de abr de 2014

A Segunda Vermelha se aproxima...

Olá mulherada maravilhosa!
SEGUNDA VERMELHA se aproxima... primeira segunda-feira do mês de maio, lembra?
Para quem não conhece a campanha acesse o link http://clafilhasdalua.blogspot.com.br/2013/04/segunda-vermelha.html
Vamos celebrar... aderir a Campanha, reverberar a idéia... é muito simples, vou dar algumas sugestões:

- Pinte as unhas de vermelho, invista na maquiagem...

- Dê uma festa para as amigas...

- Enfeite a casa com rosas vermelhas;

- Prepare a mesa com toalha ou velas vermelhas... Cozinhe alimentos vermelhos, enfeite o cardápio com pimentas, pimentões, morangos, cerejas, tomate, uvas, amoras, molho vermelho...

- Convide as amigas para um chá vermelho...

- Dê um toque vermelho na cama, no sofá, no banheiro...

- Arrisque-se vestindo uma lingerie "cor de carne", rsrsrs;


- Vá trabalhar de vermelho ou com algum acessório nessa cor;

- Prepare o ambiente para um momento a sós com você mesma (ou acompanhada, hehehe)

- Abra aquela garrafa de vinho que está guardada para uma ocasião especial, brinde seu sangue!



8 de abr de 2014

Abrázate de tantas formas como puedas


Abrázate de tantas formas como puedas, con el cuerpo, con el alma, con la mente, con el corazón, con el agua, con la tierra, con el aire, con los encuentros, con las sonrisas, con las palabras, con los momentos bonitos, con el espacio fresco y cálido, con los colores, con los sabores, con los aromas, con los sonidos, con el disfrute, con el tiempo, en el tiempo, y a tu tiempo. Abrázate con carino, con amor, con respeto, con aceptación, con gratitud y suelta y respira y fluye y vive.
Se algum artigo neste blog estiver como "autoria desconhecida" e você souber informar, agradecemos e faremos a devida correção. Solicitamos também que, ao ser extraída qualquer informação desta página, seja adicionada à devida autoria ou endereço:
http://clafilhasdalua.blogspot.com/