30 de set de 2010

"A maioria das respostas que buscamos se encontra aprisionada pelo medo.... Medo de "Ser”.... "Ser" o que já somos....Diante do que já sabemos... A memória do medo nos torna burros de si mesmo...Por isto buscamos de forma desesperada o que nunca se perdeu....EU...."  
(Sthan Xannia)

23 de set de 2010

Primavera

Por Cecília Meireles

A primavera chegará, mesmo que ninguém mais saiba seu nome, nem acredite no calendário, nem possua jardim para recebê-la. A inclinação do sol vai marcando outras sombras; e os habitantes da mata, essas criaturas naturais que ainda circulam pelo ar e pelo chão, começam a preparar sua vida para a primavera que chega.

Finos clarins que não ouvimos devem soar por dentro da terra, nesse mundo confidencial das raízes, — e arautos sutis acordarão as cores e os perfumes e a alegria de nascer, no espírito das flores.

Há bosques de rododendros que eram verdes e já estão todos cor-de-rosa, como os palácios de Jeipur. Vozes novas de passarinhos começam a ensaiar as árias tradicionais de sua nação. Pequenas borboletas brancas e amarelas apressam-se pelos ares, — e certamente conversam: mas tão baixinho que não se entende.

Oh! Primaveras distantes, depois do branco e deserto inverno, quando as amendoeiras inauguram suas flores, alegremente, e todos os olhos procuram pelo céu o primeiro raio de sol.

Esta é uma primavera diferente, com as matas intactas, as árvores cobertas de folhas, — e só os poetas, entre os humanos, sabem que uma Deusa chega, coroada de flores, com vestidos bordados de flores, com os braços carregados de flores, e vem dançar neste mundo cálido, de incessante luz.

Mas é certo que a primavera chega. É certo que a vida não se esquece, e a terra maternalmente se enfeita para as festas da sua perpetuação.

Algum dia, talvez, nada mais vai ser assim. Algum dia, talvez, os homens terão a primavera que desejarem, no momento que quiserem, independentes deste ritmo, desta ordem, deste movimento do céu. E os pássaros serão outros, com outros cantos e outros hábitos, — e os ouvidos que por acaso os ouvirem não terão nada mais com tudo aquilo que, outrora se entendeu e amou.

Enquanto há primavera, esta primavera natural, prestemos atenção ao sussurro dos passarinhos novos, que dão beijinhos para o ar azul. Escutemos estas vozes que andam nas árvores, caminhemos por estas estradas que ainda conservam seus sentimentos antigos: lentamente estão sendo tecidos os manacás roxos e brancos; e a eufórbia se vai tornando pulquérrima, em cada coroa vermelha que desdobra. Os casulos brancos das gardênias ainda estão sendo enrolados em redor do perfume. E flores agrestes acordam com suas roupas de chita multicor.

Tudo isto para brilhar um instante, apenas, para ser lançado ao vento, — por fidelidade à obscura semente, ao que vem, na rotação da eternidade. Saudemos a primavera, dona da vida — e efêmera.


Texto extraído do livro "Cecília Meireles - Obra em Prosa - Volume 1", Editora Nova Fronteira - Rio de Janeiro, 1998, pág. 366.

15 de set de 2010

DIU - Dispositivo Intra Uterino

Respondendo a questinonamentos e trazendo mais informações, hoje é a vez do Sr. DIU:
DIU na verdade para os íntimos, o nome dele é Dispositivo Intra-Uterino (DIU).

Os DIUs são artefatos de polietileno, aos quais podem ser adicionados cobre ou hormônios, que são inseridos na cavidade uterina exercendo sua função contraceptiva. Atuam impedindo a fecundação, tornando difícil a passagem do espermatozóide pelo trato reprodutivo feminino.


A primeira coisa a se saber (considerada por mim, claro), são os problemas mais frequentes durante o uso do DIU:

Os problemas mais freqüentes durante o uso do DIU são a expulsão do dispositivo, dor pélvica, dismenorréia (sangramentos irregulares nos meses iniciais) e aumento do risco de infecção (infecção aguda sem melhora ou infecções persistentes implicam na remoção do DIU). Deve ser colocado pelo médico e é necessário um controle semestral e sempre que aparecerem leucorréias (corrimentos vaginais anormais).
Perfuração uterina pode ocorrer durante a inserção de DIU ou posteriormente. Dentro da cavidade peritonial, o DIU pode causar formação de fibrose, dor abdominal, infertilidade, obstrução intestinal e perfuração para órgãos vizinhos, como bexiga e o retossigmóide. Raros casos de apendicite ou periapendicite também têm sido descritos.
A apresentação clínica de apendicite aguda causada por DIU é similar à da apendicite por outras causas. Os sintomas podem iniciar logo após a inserção do dispositivo ou até meses depois.
Mulheres que têm hemorragias muito abundantes ou cólicas fortes na menstruação, ou que tenham alguma anomalia intra-uterina, como miomas ou câncer ginecológico, infecções nas trompas, sangramentos vaginais ou alergia ao cobre não podem usar o DIU. Não é aconselhado para nulíparas (mulheres que nunca engravidaram).
A gravidez raramente ocorre (eficácia alta, variando de 95 a 99,7%) com risco de abortamento no 1o e 2o trimestres. A retirada do DIU pode ser feita após avaliação ultra-sonográfica, considerando os riscos para o embrião. Se a retirada não for possível por riscos de abortamento, a paciente deve ser acompanhada a intervalos curtos de tempo e orientada em relação a sangramentos vaginais e leucorréias.

O DIU não deve ser colocado em pacientes que têm risco aumentado de doenças sexualmente transmissíveis: múltiplos parceiros, relações poligâmicas, início precoce das relações. O comportamento sexual da usuária é que determina o risco de infecção em usuárias de diu.

A segunda coisa a se saber é que existem vários tipos diferentes de DIU, entre eles estão os 02 mais conhecidos:

Os não medicados - que agem principalmente devido a uma reação do organismo ao próprio DIU (são menos utilizados atualmente, e consistem em uma haste de polietileno impregnada com um pouco de bário para ser visualizada ao RX. Ainda são bastante utilizados na China)

Os medicados: tornam o endométrio mais fino (por isto geralmente diminuem a quantidade de sangramento).

Estes DIUS medicados ainda têm ação da progesterona sobre o muco cervical, tornando-o espesso, criando mais uma barreira para os espermatozóides. Em nosso meio contém cobre ou, mais recentemente, se encontram os DIUs medicados com progestágenos levonorgestrel =Mirena.

Conta as estatísticas que, os DIUs medicados são mais eficazes que os não medicados!


Como usar o DIU?
Um médico irá inserir o DIU no útero através do colo cervical (abrindo o útero). O DIU normalmente é inserido durante o período menstrual, quando o colo cervical está ligeiramente aberto e é menos provável que esteja grávida. Dura apenas alguns minutos para inserir um DIU e pode causar um pouco de dor, portanto poderá ser usado um anestésico local para melhorar o desconforto durante inserção. Durante os primeiros meses depois de inserção do DIU e depois de cada período menstrual, é necessário conferir o fio preso a ele, assegurando a presença do DIU no útero assegurando a improbabilidade de gravidez. Se sentir o plástico duro do DIU, significa que ele não está no local adequado e que deverá procurar um médico para colocá-lo no lugar novamente. O DIU pode sair acidentalmente nos primeiros meses, sem ser notado. Confira o DIU antes de cada prática sexual ou considere outro método para controle da natalidade associado durante os primeiros meses, para melhor segurança. Um mesmo DIU pode ser usado por 1 a 10 anos antes de ser substituído. Normalmente DIUs de progesterona são substituídos depois de 1 ano. DIUs de cobre podem permanecer no útero por até 10 anos.


Quais são as vantagens?
(segundo os fabricantes e alguns médicos)
- Apresentam 97% de eficiência na prevenção da gravidez.
- O coito não precisa de ser interrompido pela inserção de um dispositivo de controle da natalidade ou espermicida.
- Sua substituição é requisitada somente após 1 a 10 anos, dependendo de seu tipo.

Quais são os riscos?
- o aumento da quantidade de menstruação e cólicas, principalmente durante os primeiros meses de uso;
- sangramento entre períodos menstruais - irritação do pênis do seu parceiro sexual;
- aumento do risco de doença inflamatória pélvica podendo levar a infertilidade;
- expulsão acidental do DIU que pode resultar em gravidez inesperada;
- adesão do DIU à parede uterina;
- perfuração do útero pelo DIU, com possível dano para outros órgãos como também hemorragia interna;
- problemas graves caso ocorra gravidez usando o DIU, inclusive um maior risco de gravidez ectópica (tubária) e falha.

Procure ajuda médica se:
- Não conseguir achar o fio do DIU.
- Tiver secreção vaginal com um odor ruim.
- Tiver dor intensa, inesperada no seu abdômen, especialmente depois de prática sexual.
- Tiver febre sem causa aparente.
- Suspeitar de gravidez com o DIU dentro do útero.
- Quando quiser ter o DIU removido.

Perguntas que você pode fazer ao seu médico:
O DIU medicado com progesterona cessa a menstruação?
Vou ter cólicas com o DIU medicado?
Estarei protegida contra as doenças sexualmente transmissíveis?
Estarei protegida contra gravidez ectópica?
O que devo fazer se engravidar com o DIU?
Mulheres diabéticas podem usar DIU?

Fonte de pesquisa:
Ser mulher é o máximo -Amanda Luna

http://www.afh.bio.br
Fonte das imagens: google

Meu ponto de vista? (Se é que interessa)

A natureza é sábia... é só caminharmos com ela.
Este blog está cheio de dicas e de convites para você se integrar a Natureza, a sua natureza!

Levonorgestrel (L-norgestrel ou D-norgestrel) é um fármaco usado em contraceptivos hormonais, o mesmo utilizado na pílula do dia seguinte e faz parte da composição de muitas pílulas contraceptivas - é um tipo de progesterona sintética, como qualquer outra contida nos comprimidos anticoncepcionais. Não vejo diferença.
Sabe-se que nosso organismo só absorve de forma sadia o que é natural e que não admite ser enganado. Mais cedo ou mais tarde aprendemos que o corpo físico é o último que perdoa.

O Mirena, lançado recentemente no Brasil, é a onda do momento no que se refere a DIU. É um Dispositivo em forma de T com um reservatório que contém 52 mg de levonogestrel que age na supressão dos receptores de estriol endometrial, provocando a atrofia do endométrio e inibição da passagem do espermatozóide através da cavidade uterina. Ele atua liberando uma quantidade de hormônio diretamente na parede interna do útero, continuamente por cinco anos. Dizem as informações sobre o produto que a dosagem é equivalente a tomar duas a três mini-pílulas por semana, que a diferença em relação aos outros dispositivos intra-uterinos é que ele evita muitos efeitos colaterais. Então você continua a tomar pílulas. É isso né?

Mas o fato mais interessante (interessante para alguns médicos, interessante para algumas mulheres), é que "a menstruação pode desaparecer completamente em algumas mulheres após poucos meses".

Aaahh, palhaçada né?!!!

Ana Paula Andrade

Mais informações sobre o Mooncup

Amadas, em contato com a Ju Vergueiro, distribuidora do Mooncup aqui no Brasil, super atenciosa, nos enviou mais informações sobre o produto. Aí está para vocês:
Beijinhos


O que é o mooncup?
O Mooncup - "copo da lua" - é um copo menstrual reutilizável que tem por volta de 5 centímetros de comprimento e é feito de silicone. É usado internamente como um absorvente interno (tipo o.b.), mas coleta o fluxo menstrual ao invés de absorvê-lo. Diferente dos absorventes internos, o Mooncup não é um produto descartável, então você só precisa comprar um.

O Mooncup recebe 30 ml de fluxo, que é, aproximadamente, um terço da média total produzida em cada período. Uma ligeira vedação é formada com sua paredes vaginal permitindo que o fluxo passe direto para o Mooncup sem vazamento ou odor. Você provavelmente vai notar que será preciso esvaziar seu Mooncup com menos freqüência do que geralmente troca os absorventes,
internos ou externos.

VANTAGENS

O copo menstrual Mooncup não contém alvejantes, desodorantes ou gel absorvente. Ele não interfere no seu ambiente vaginal saudável nem foi associado à síndrome do choque tóxico. Também não é testado em animais, é um produto vegano!

A superfície macia do Mooncup permite que o muco das membranas da perede vaginal continue a exercer suas funções essenciais de proteção e limpeza. O mooncup não absorve os mecanismos de defesa natural do seu corpo e não deposita fibras na parede vaginal.

O Mooncup não causa irritação e é adequado para mulheres com pele sensível, candidíase, eczema ou alergia.

Para sua segurança, o Mooncup é feito de uma linha médica especial de silicone não alergênico. Silicone é derivado da sílica, um dos minerais mais abundantes na Terra. O Mooncup é fabricado no Reino Unido.

A limpeza do Mooncup se faz da mesma forma que os materiais para bebês: com fluido esterilizante ou por meio de fervura em água por cinco minutos em panela aberta.

Diferente de absorventes internos e externos, o Mooncup é reutilizável, eliminando a necessidade de carregar volumes reserva. Com o cuidado adequado, seu mooncup durará vários anos. Imagine a quantidade de absorventes internos e externos que você irá jogar fora em aterros sanitários durante todos esses anos!

TAMANHOS

Há dois tamanhos, A e B.

O tamanho A mede 4,6 cm de diâmetro e 5 cm de comprimento
O tamanho B mede 4,3 cm de diâmetro e 5 cm de comprimento

Ambos os tamanhos têm uma haste para puxar de 2,1 cm de comprimento, que você pode cortar de acordo com o comprimento que considerar bom pra você.

O tamanho A é recomendado para mulheres que deram à luz por via vaginal ou que fizeram cesárea e tem 30 anos ou mais.

O tamanho B é recomendado para mulheres que não deram à luz ou que fizeram cesárea e têm menos de 30 anos.

Mulheres acima de 30 anos tendem a precisar do tamanho A mesmo sem ter dado à luz, isso porque o tônus dos músculos da parede pélvica e vaginal diminui naturalmente com a idade, mas com variações de grau em diferentes mulheres. Algumas atividades mantêm o tônus, tais como yoga, pilates, dança, então se você está avançado em alguma delas ou em atividades semelhantes, leve isso em consideração quando escolher o tamanho ideal para você. Cirurgia corretiva vaginal também tem implicações.

Juliana Vergueiro
Distribuidora Mooncup no Brasil

dalua@riseup.net

Skype: ju.dalua
tel: (19)81066034

14 de set de 2010

13 de set de 2010

Chá para evitar a TPM


1 folha de arruda (não é um galhinho, é apenas uma folhinha);
5 folhinhas de alecrim (é 5 folhinhas mesmo!)
1 folha de artemísia
1 colher de sopa rasa de camomila.

Adicione 3 xícaras de água fervida sobre as folhas e abafe. Tomar as 3 xícaras por dia.

Massagem perineal

Quando pensamos em como se pode evitar a episiotomia no parto normal, raramente pensamos em alguma coisa além do que os médicos ou as enfermeiras podem fazer por nós. Há muita coisa que podemos fazer por nós mesmas!

A massagem no períneo no período pré-natal tem-se mostrado eficaz na prevenção da necessidade da episiotomia e na diminuição das lacerações que a mulher pode ter durante o parto.

Essa técnica é usada para ajudar no alongamento/flexibilidade e preparar a pele do períneo (parte de pele, músculos etc. entre a vagina e o ânus) para o parto.

Essa massagem não vai apenas preparar o tecido do seu corpo, mas vai também permitir que você conheça e aprenda sobre as sensações do parto e como controlar esses poderosos músculos. Este conhecimento a auxiliará ao preparar-se para dar à luz o seu bebé. O conhecimento do que você sente nessa região do corpo vai ajudá-la a manter-se relaxada e a relaxar o períneo no parto e também durante outros exames vaginais que tenha que fazer em sua vida.

INSTRUÇÕES:
- Encontre um lugar onde se possa sentar e estar sozinha, ou com seu parceiro, ininterruptamente.

- Tente ver seu períneo com ajuda de um espelho, note como ele é. Nem sempre será necessário um espelho para essa tarefa!

- Pode usar compressas com toalhas mornas no períneo por 10 minutos, ou tomar um banho morno (de banheira, assento, ou chuveiro, em último caso), caso precise relaxar.

- Lave as suas mãos e peça ao seu companheiro para fazê-lo também, caso ele a ajude nas massagens.

- Lubrifique seus dedos polegares e o períneo. Você pode usar muitos tipos de lubrificantes: Gel Lubrificante Íntimo (encontrado nos hipermercados e farmácias), KY Gel®, óleo de vitamina E, óleo vegetal puro (óleo de semente de uva é uma boa indicação!), etc.

- Coloque seus dedos polegares um pouco dentro de sua vagina, empurre-os para baixo e pressione para os lados. Deve sentir um leve estiramento, formigamento, ou uma leve queimação, mas nada que seja dolorido. Mantenha esse movimento por 2 minutos ou até que região fique levemente adormecida.

- Se sofreu uma episiotomia ou lacerações prévias, preste especial atenção ao tecido de cicatrização que, geralmente, não é tão elástico e é onde a massagem deve ser feita mais intensamente, com cuidado.

- Massageie em volta e por dentro da região mais externa da vagina e seus tecidos, onde ela se abre, e mantenha sempre a lubrificação.

- Use seus polegares para puxar um pouco os tecidos, forçando-os a abrirem-se, imagine como seria se a cabeça do seu bebé estivesse fazendo esse movimento na hora do parto.

- Se seu parceiro estiver fazendo a massagem, pode ser muito útil que ele use os polegares. A sensação pode ser mais bem percebida por você, mas não deixe de guiá-lo com suas sensações para que ele saiba qual a pressão que deve utilizar. Nesta massagem, quando ela está sendo feita pelas primeiras vezes, é comum que seja possível usar somente um dedo, até que a musculatura seja trabalhada e possa ser estendida.

ATENÇÃO:

1. Evite mexer no ou abrir o orifício da uretra (logo acima da vagina) para evitar infecções urinárias.
2. Não faça massagens no períneo se você tiver lesões ativas de herpes (isso pode causar o aumento da área das lesões).
3. Pode começar essas massagens em torno da 34a semana de gravidez. Se já passou da 34a semana e ainda não começou, não desista! A massagem pode trazer-lhe benefícios ainda assim. Pode fazê-la pelo menos uma vez por dia.
4. Lembre-se que a massagem sozinha não vai proteger seu períneo, mas ela é parte de um grande esquema. Escolher uma posição vertical para parir (de cócoras, de joelhos, sentada etc.) favorece a distribuição de pressão no períneo. Se escolher parir deitada de lado, isso também reduz muito a pressão no períneo. Deitada de costas, totalmente na horizontal, é a posição para parir em que há mais chances de se provocar lacerações e necessidade de episiotomia.
*Fonte: Humpar

Mooncup - Copo de Lua

Imagem google

Olá garotas, como é um assunto que surge nos Círculos de Mulheres, trago aqui informações sobre o Mooncup - copinho coletor da menstruação. O texto abaixo é exatamente as informações que vem no folheto explicativo junto ao produto. Como sou uma moça à moda antiga, continuo preferindo os Bioabsorventes de tecido. O copinho me tiraria a sensação do sangue escorrendo e talvés me traria a crença de que posso continuar no mesmo ritmo de sempre, quando na verdade não posso.
Mas este blog não serve apenas para compartilhar meu sagrado ponto de vista, também é um espaço informativo e o importante é fazermos nossas escolhas com liberdade, autonomia e Consciência. (Ana Andrade)

Mooncup
O que é?
O Mooncup é um copo fabricado em silicone macio que pode ser reutilizado em cada menstruação. Usado internamente, em posição mais baixa do que um tampão, o Mooncup funciona como recipiente do fluxo menstrual em vez de o absorver.

Porque é melhor?
O Mooncup foi concebido por mulheres a pensar no seu conforto e conveniência. Não há sujidade, fugas ou secura. Basta ter um Mooncup, o que lhe permite não apenas poupar dinheiro mas também respeitar o ambiente.

O Mooncup é feito de silicone hipoalergénico. Não interfere com o estado de saúde da sua flora vaginal nem causa a acumulação de fibras na parede vaginal. Com o Mooncup, o seu corpo não absorve pesticidas nem agentes branqueadores. O Mooncup é ideal para viajar, nadar, fazer exercício e para utilizar durante a noite.

É fácil de utilizar?
Se inserido correctamente, o Mooncup é tão confortável que nem dará pela sua presença. No início, pode ser necessário um pouco de prática, uma vez que terá de encontrar o ângulo e a posição mais adequados para si. Mas, após aperfeiçoar a técnica, ficará surpreendida ao ver como é fácil utilizar o Mooncup.

O Mooncup é dobrado e inserido na vagina e, uma vez no interior, abre-se. É necessário retirar e esvaziar o Mooncup cada quatro a oito horas, dependendo do fluxo. A seguir, basta enxaguar ou limpar o Mooncup e inseri-lo novamente. Pode limpar o copo com mais cuidado depois de cada menstruação.

Ainda não está convencida?
Inicialmente, a ideia do Mooncup pode parecer-lhe pouco atractiva. Talvez lhe pareça sujo, desconfortável ou pouco higiénico? Estas são as primeiras reacções ao Mooncup, e vale bem a pena reconsiderá-las.

A maior parte das mulheres cresceu numa época em que não existiam alternativas aos produtos de higiene femininos descartáveis, e este facto contribuiu para a forma como encaramos a nossa menstruação. É sempre um desafio experimentar novas ideias, especialmente as de natureza tão pessoal. No entanto, as vantagens do Mooncup são tão boas que não devem ser ignoradas.


Que tamanho devo utilizar?
O tamanho está relacionado com a idade e o histórico de filhos. Existem dois tamanhos diferentes.

Já teve filho?
Tenho menos de 30 anos
Tenho mais de 30 anos
Não
Tamanho B
Tamanho A
Sim, um parto normal
Tamanho A
Tamanho A
Sim, por Cesariana
Tamanho B
Tamanho A

O Mooncup é adequado para as mulheres com pele sensível ou que sofram de alergias.

As marcas em mililitros permitem-lhe medir o fluxo menstrual. Isto é útil para as mulheres que precisem de indicar ao médico o volume exacto de perda de sangue.
Se tiver ou achar que tem um problema ginecológico, consulte o seu médico antes de utilizar o Mooncup.

Como utilizar o Mooncup
Aprender a colocar e remover o Mooncup requer um pouco de prática. Tornar-se-á mais fácil com a sua utilização repetida e quando se familiarizar melhor com a sua área vaginal. Os dois últimos dias da menstruação são a melhor altura para praticar. Dê tempo ao tempo e lembre-se de relaxar!

Como inserir o Mooncup
Escolher o método para dobrar mais apropriado

Como remover o Mooncup
É necessário retirar e esvaziar o Mooncup cada quatro a oito horas, dependendo do fluxo. A seguir, basta enxaguar ou limpar o Mooncup e inseri-lo novamente. Pode limpar o copo com mais cuidado depois de cada menstruação.

Uma mulher utiliza pelo menos 10 000 tampões ou pensos higiénicos durante toda a vida

O Mooncup® é um copo fabricado em silicone macio que pode ser reutilizado em cada menstruação. Usado internamente, em posição mais baixa do que um tampão, o Mooncup funciona como recipiente do fluxo menstrual em vez de o absorver.

Mais seguro
* Sem sujidade, fugas ou secura
* Confortável e conveniente
* Sem exposição a pesticidas e agentes branqueadores
* Não necessita de andar com tampões ou pensos volumosos
* Excelente para as mulheres com pele sensível ou alergias
* Protecção mais prolongada para todos os dias do seu período

Mais verde
* É reutilizável – basta enxaguar e inserir
* Não há tampões ou pensos para deitar no lixo, para o aterro ou incinerador
* Produzido por uma empresa ética, dirigida por mulheres
* É a solução de higiene feminina mais benéfica para o ambiente

Mais econômico
* Um Mooncup dura vários anos, e é portanto o produto de higiene feminina mais econômico.




Site original em inglês aqui.

Distribuidora Mooncup no Brasil

Juliana Vergueiro (no orkut)
Distribuidora Mooncup no Brasil
e produtora de aBIOsorventes
artefatosdepano.blogspot.com
aterraviva.wordpress.com
Skype: ju.dalua
tel: 19 81066034

Olhem que LINDAS!
Delícia de encontro...
Me sinto honrada a cada Círculo, por poder compartilhar com mulheres que buscam por si
o protagonismo de suas histórias.
Grata pela presença tão especial de cada uma,
na última lua nova do inverno/2010.

Aguardo vocês na primavera, flores formozas.
Beijão

9 de set de 2010

Círculo das Artes

Projeto Ana Paula Andrade

Clique na imagem

Encontro mensal de mulheres que fazem do seu Tempo Arte!

Na correria do dia-a-dia a mulher é capaz de desenvolver habilidades múltiplas para dar conta de todas as demandas mas, com o passar do tempo, muitas observam que a beleza do Fazer vai ficando em segundo plano; que as emoções em um determinado período emergem de uma forma desagradável; que a criatividade lhes falta, que o poder de concentração já não é o mesmo, a paciência é mínima e o esgotamento se apresenta.

Para re-estabelecer a conexão com a Lua e com o aspecto criativo presente em todo Ser, criei o Círculo das Artes. Todos os meses estaremos oferecendo um Círculo Terapêutico onde, através da Arte, possamos expressar e manifestar nossas emoções e sentimentos. Seja através de um objeto, do movimento de nossos corpos, da palavra cantada, estaremos em um espaço seguro aprendendo a canalizar e conduzir a energia de Criação (masculino/sol, feminino/lua).

Alguns encontros serão abertos para a participação do gênero masculino e haverão oportunidades do Círculo ser conduzido por convidadas (os) especiais.

Agenda CÍRCULO DAS ARTES 2010:

28 setembro - Confecção do Jarro Menstrual ou Defumador de ervas.
26 outubro - Confecção Bonequinha Matrioshka (participação de Tina Morie)
23 novembro
21 dezembro

Energia de troca: R$ 40,00
Hora: 20h
Onde? Espaço Rapa Nuy
Rua Delfino Riet, 116
Santo Antônio - Porto Alegre/RS
Informações: (51) 32352124 / 98210643
clafilhasdalua@gmail.com

Necessário inscrição antecipada!
Por favor, colabore com nossa organização.

Oração à Mãe Terra

Mãe nossa, cujo corpo é a terra,
Santificado seja o teu ser.
Floresçam os teus jardins.
Seja feita a tua vontade, assim nas cidades como na natureza.
Agradecemos a este dia o alimento, o ar e a água.
Perdoa os nossos pecados contra a terra.
Como nós nos perdoamos uns aos outros.
E não nos deixes ser extintos, mas livra-nos da nossa insensatez.
Pois tua é a beleza e o Poder
e toda a vida, do nascimento à morte
Do princípio ao fim.
Amém.

Receita de Dona Cacilda

Anota aí... esta é de guardar no coração... e jamais esquecer!

Receita de Dona Cacilda

Dona Cacilda é uma senhora de 92 anos, miúda, e tão elegante, que todo dia às 08 da manhã ela já está toda vestida, bem penteada e discretamente maquiada, apesar de sua pouca visão. E hoje ela se mudou para uma casa de repouso: o marido, com quem ela viveu 70 anos, morreu recentemente, e não havia outra solução..

Depois de esperar pacientemente por duas horas na sala de visitas, ela ainda deu um lindo sorriso quando a atendente veio dizer que seu quarto estava pronto. Enquanto ela manobrava o andador em direção ao elevador, dei uma descrição do seu minúsculo quartinho, inclusive das cortinas floridas que enfeitavam a janela.

Ela me interrompeu com o entusiasmo de uma garotinha que acabou de ganhar um filhote de cachorrinho.

- Ah, eu adoro essas cortinas.....
- Dona Cacilda, a senhora ainda nem viu seu quarto... Espera um pouco...

- Isto não tem nada a ver, ela respondeu, felicidade é algo que você decide por princípio. Se eu vou gostar ou não do meu quarto, não depende de como a mobília vai estar arrumada... Vai depender de como eu preparo minha expectativa. E eu já decidi que vou adorar. É uma decisão que tomo todo dia quando acordo.
Sabe, eu posso passar o dia inteiro na cama, contando as dificuldades que tenho em certas partes do meu corpo que não funcionam bem...
Ou posso levantar da cama agradecendo pelas outras partes que ainda me obedecem.

- Simples assim?

- Nem tanto; isto é para quem tem autocontrole e exigiu de mim um certo 'treino' pelos anos a fora, mas é bom saber que ainda posso dirigir meus pensamentos e escolher, em conseqüência, os sentimentos.

Calmamente ela continuou:

- Cada dia é um presente, e enquanto meus olhos se abrirem, vou focalizar o novo dia, mas também as lembranças alegres que eu guardei para esta época da vida.A velhice é como uma conta bancária: você só retira aquilo que guardou. Então, meu conselho para você é depositar um monte de alegrias e felicidades na sua Conta de Lembranças.. E, aliás, obrigada por este seu depósito no meu Banco de lembranças. Como você vê, eu ainda continuo depositando e acredito que, por mais complexa que seja a vida, sábio é quem a simplifica...

Depois me pediu para anotar:

Como manter-se jovem:
1. Deixe fora os números que não são essenciais. Isto inclui a idade, o peso e a altura.
Deixe que os médicos se preocupem com isso.

2. Mantenha só os amigos divertidos. Os depressivos puxam para baixo.
(Lembre-se disto se for um desses depressivos!)

3. Aprenda sempre:
Aprenda mais sobre computadores, artes, jardinagem, o que quer que seja. Não deixe que o cérebro se torne preguiçoso.
'Uma mente preguiçosa é oficina do Alemão.'E o nome do Alemão é Alzheimer!

4. Aprecie mais as pequenas coisas.


5. Ria muitas vezes, durante muito tempo e alto. Ria até lhe faltar o ar.
E se tiver um amigo que o faça rir, passe muito e muito tempo com ele / ela!

6. Quando as lágrimas aparecerem: Aguente, sofra e ultrapasse.
A única pessoa que fica conosco toda a nossa vida somos nós próprios.
VIVA enquanto estiver vivo.

7. Rodeie-se das coisas que ama:
Quer seja a família, animais, plantas, hobbies, o que quer que seja.
O seu lar é o seu refugio.

8. Tome cuidado com a sua saúde:
Se é boa, mantenha-a..
Se é instável, melhore-a.
Se não consegue melhora-la , procure ajuda.


9. Não faça viagens de culpa... 
Faça uma viagem ao centro comercial, até um país diferente,
mas NÃO para onde haja culpa.


10. Diga às pessoas que ama que as ama a cada oportunidade.

(Desconheço autoria - Recebida na rede)


É simples assim...
Observe, escute, aprenda com elas... é simples colorir a vida!
Me encantei por esta tríade acima. Diz aí, não são lindas?
Bjos,
Ana Andrade
Imagem do google

3 de set de 2010

Lua Nova de Setembro 2010 e Encontro da Primavera

Olá belezuras, nosso próximo encontro da Lua Nova será dia 08/set., às 20h.
Estejam atentas nos Círculos mais próximos de vocês: AQUI


Quero também fazer um convite muito especial... Nesta primavera/2010 todas as Guardiãs dos Círculos Sagrados de Visões Femininas, de todos os Estados participantes desta REDErevolução, estarão se encontrando em São Paulo pela primeira vez. E este evento mágico será aberto ao público, participantes dos Círculos e família... venha, venha, não perca!

Programação:

::24 de SETEMBRO, Sexta::
Cerimônia fechada entre as guardiãs.

::25 de SETEMBRO, Sábado::
Primavera em Festa: Grande Círculo de cura e oração.
PÚBLICO: Evento para toda a família (mulheres e homens)


((Dançar o feminino na Primavera)) Nós, Mulheres, em plena conexão com o nosso Sagrado Feminino e os nossos sagrados ciclos da vida, celebramos e honramos com danças a nossa primavera e o nosso florescer para a vida!!!
Com Karenn Fujimatsu "Mirpa Nhusta Manta”

((Resgatando a herança matrilinear através da árvore das antepassadas)),
com Marcela Zaroni

((Shakti Yoga - Despertando a Energia Feminina)) Prática de yoga, onde através de determinados ásanas, pranayamas, mantras e mudras, temos a oportunidade de entrar em contato com nossa Divindade Interior, despertando a energia primordial , Shakti.
Com Ma'Lika'

((Curando as feridas do amor através dos contos da mulher selvagem)) Identificar através de contos propostos imagens arquetípicas presentes nas atuais relações entre masculino-feminino, afim de reorganizar e integrar padrões de relacionamento.
Com Heloisa Helena

((A Dança do Ventre Sagrado)) Encontro vivencial para desenvolvimento do empoderamento e aceitação do próprio corpo. Intensificando o poder criativo do ventre através do movimento. Com Simone Alves

((Vasalisa, Deusinhas de Feltro)) "As bonecas são um dos tesouros simbólicos da natureza instintiva." Vamos confeccionar e personificar o símbolo de nossa sabedoria interior e de nossa própria intuição! Com Camila Ceroni, "Flora Zabella

((Eu Sou Um Círculo)) Nesta vivência nos transformaremos em uma mandala viva e colorida, cantando, dançando e fazendo arte. Com a cor de cada coração presente sentiremos o Círculo que somos e o campo medicinal que podemos Ser.
Material necessário: Folha ofício, lápis de cor, tinta guache e pincéis (estes últimos se possível). Com Ana Paula Andrade

((Cerimônia e oração de pedidos de cura para a Floresta)) Um espaço no tempo para que possamos, em pura sintonia, criar um espaço de cura para todas as matas e florestas que queimam. Ofertaremos a energia de regeneração feminina como ferramenta para a cura. Tragam sementes e fitas coloridas. com Sabrina Alves

((Encontro de Cunhãs, Sarau Feminino)) Canções canalizadas nos encontros de Lua nova, canções femininas e músicas de autoria própria. Com Karine Cunha

**Programação ainda em formação. Sujeita à alteração
Inscrição: R$ 50,00 por um dia inteiro.
(incluído todas as oficinas/vivencias, Sarau/oficina e cerimônia).
NÃO está incluso a alimentação nem translado.

::26 de SETEMBRO, Domingo::
Re-despertando o Ventre da Primavera: Tenda Sagrada
Aberto somente para integrantes dos círculos regulares do Clã dos Ciclos Sagrados: Guardiãs do CSVF , Círculo feminino“Mulher Mutante” e
freqüentadoras dos encontros da Lua Nova.

::Sobre o Movimento “Círculo Sagrado de Visões Femininas”::
Simultaneamente, mulheres de diversos estados brasileiros e outros países, reúne-se em círculos de iguais e ecumênicos, sempre ao PRIMEIRO dia de Lua Nova para celebrar, fortalecer, expressar plenamente suas formas, curar seus ciclos hormonais e regular sua menstruação/fertilidade pelo Círculo Sagrado de Visões Femininas. Este trabalho apesar de inicialmente ter sido ancorado pelo projeto CLA DOS CICLOS SAGRADOS, sob à coordenação de Sabrina Alves em São Paulo , expande suas teias em forma de gratidão e comunhão à Grande Mãe orientando outras mulheres de forma gratuita de outros estados do Brasil e países de lingua espanhola e portuguesa a canalizarem esta energia pelo poder da união e da sincronicidade.

Conecta outras mulheres para trazerem, em forma de ação, esta energia de UNIÃO entre nós e as forças universais de purificação expressas pela LUA NOVA. Uma experiência de resgate simbólico da energia ancestral coletiva feminina onde mulheres em meio a agitação das cidades, guiadas por suas próprias crenças, perpetuam sua linhagem feminina por meio da sacralidade de seus corpos.


:: Organização e realização:: Clã dos Ciclos Sagrados

http://www.cladosciclossagrados.com/
::ONDE:: Eco Pousada Filhos da Terra - Cotia/ São Paulo (30 min. de SP)
:: Apoio:: Filhos da Terra

:: Contato:: cladosciclossagrados@yahoo.com.br

::COMO CHEGAR::
A melhor opção hoje é entrar pelo km 36,5 (saída 36) da Raposo Tavares, na ponte da estrada do Pau Furado, cruzar o viaduto no sentido Cotia e seguir a placa de Morro Grande / Atalaia.

2 de set de 2010

CONFERENCIA DE LA DIOSA

Queridas, divulgo com antecedência para que possam se organizar, caso desejam estar lá.
Beijo grande.
Kene

CONFERENCIA DE LA DIOSA
ARGENTINA 2010


HONRANDO A CHAK-ANNA, LA ÑUSTA Y ANAHÍ:
Flor del Ceibo - Primera Sangre - Renacimiento
Inspiración - Música - Poesía


INVITADA ESTRELLA:
ZSUZSANNA BUDAPEST

Con:
Sandra Román (Argentina); Miranda Gray (Inglaterra); Silvia Selowsky (Chile); Sabrina Alves (Brasil); Luanne Frank (Estados Unidos) ; Sebastián Hidalgo (Ecuador); Mónica Gobbin (Argentina);
Mahi Barahona (Chile); Fire Valkyrja (Argentina); Alejandra Mosquera (Argentina)...

¡Y muchas mujeres poderosas de todo el mundo!

Despertaremos a la Princesa Encantamundos, Guardiana de los lugares Sagrados, en la Naturaleza; sanaremos las heridas que pudieran haberse originado durante la llegada de nuestra Primera Sangre y conectaremos con la energía de las Amazonas, como Diosas Guerreras, para recuperar a nuestra Mujer Salvaje.

INFORMACIÓN:
Sandra Román: 03548 487049 – 03548 154 00 641

info@losrostrosdeladiosa.com

¡TE ESPERAMOS
DEL 8 AL 12 DE DICIEMBRE!

CAPILLA DEL MONTE - CÓRDOBA

www.losrostrosdeladiosa.com


Cheiro de Vida

Futuras mamães de plantão, mulheres amadas, vejam imagens de mulheres empoderadas dando à Luz à suas crias... é lindo demais! Emocionante, tocante... é muita beleza!



FONTE: ONG Amigas do Parto
Vídeo disponível no You Tube

1 de set de 2010

Setembro recheado

Olá povo lindo, iniciando setembro, nos preparando para a entrada da primavera, continuamos tecendo um manto de sonhos, junto a tantos irmãos pelo planeta que se dedicam a trabalhar junto à Terra.... Trazendo mais e mais pessoas para um maior contato com a natureza, despertando tantos potenciais adormecidos em cada ser que se entrega e se abre, despojando-se dos véus da ilusão, dos dogmatismos e das crenças que nos tornam miseráveis um universo repleto de possibilidades.
Eu sou um Ser abundante, sou merecedora e você também é! E com isso meu caminhar não cessa, sempre me chega novas oportunidades de aprendizado e de crescimento... porque sou uma criancinha diante dos Gigantes que me assistem e me conduzem na Jornada.

Descobri que sou uma estrelinha, que posso viajar entre mundos e convido você a fazer o mesmo... Este mês o Espaço Rapa Nuy nos oferece uma agenda recheada de coisas boas e estendo o convite às nossas amigas leitoras:

Clique na imagem para ampliar.

Não deixem de acompanhar a agenda do Clã, sempre surgem novidades.

Beijo no coração de todas,
Ana Paula Andrade (Kene)

Se algum artigo neste blog estiver como "autoria desconhecida" e você souber informar, agradecemos e faremos a devida correção. Solicitamos também que, ao ser extraída qualquer informação desta página, seja adicionada à devida autoria ou endereço:
http://clafilhasdalua.blogspot.com/