29 de jul de 2010

É possível... é só QUERER!

Apresento abaixo um vídeo lindo de mulheres ousadas, corajosas e comprometidas consigo mesmas que, seguindo a vontade do coração, se uniram em um Círculo Feminino em Ponta Grossa/Paraná. Que este seja o primeiro de MUITOS, meninas!
Gratidão por compartilhar estas lindas imagens conosco.



A Eliete é leitora assídua de nosso blog e na vontade de participar de nossos trabalhos, impedida pela distância, construi o sonho perto dela... nossa mente cria realidades!
Com base na teoria do Milionésimo Círculo, com a ajuda de uma amiga que conhece o Movimento de Eco-espiritualidade Feminina e com práticas Vedanas, lançou-se junto a outras mulheres em busca de si mesmas. PARABÉNS Eliete, parabéns meninas... me sinto honrada como incentivadora e como Mulher a ser curada por vocês.

Que possamos logo nos encontrar em Ponta Grossa.
Beijos miiiillll
Ana Paula Andrade

21 de jul de 2010

Melhor Amiga

Quando eu era pequena, acreditava no conceito de apenas
UMA melhor amiga para toda a vida.



Depois, como mulher, descobri que se você permitir que seu coração se abra,
você encontrará o melhor em muitas amigas.


É preciso uma amiga quando você está com problemas com seu homem..
 É preciso outra amiga quando você está com problemas com sua mãe ou irmã.
Uma quando está se sentindo muito gorda, ou muito magra, muito alta ou muito baixa...
Uma outra quando você quer fazer compras, compartilhar, curar, viajar,
rir, ferir, chorar, meditar, brincar, ir ao cinema, ao teatro, ir ao salão de beleza,
se divertir na praia ou apenas ser você mesma.


Uma amiga dirá 'vamos orar',
uma outra 'vamos chorar',
outra 'vamos  lutar',
outra 'vamos fazer compras',
outra 'vamos saltar de pára-quedas'...


Outra,  'vamos tomar um sorvete',
outra 'vamos paquerar',
outra 'vamos para um SPA', ou...


Uma amiga atenderá às suas necessidades espirituais, sempre saberá dar o melhor conselho e você sentirá que é uma resposta divina...
Uma outra amiga atenderá à sua loucura por filmes, livros e DVDs...
uma outra à sua paixão por sapatos ou bolsas...


Uma outra por perfumes, jóias, roupas, 
uma outra por cultura, aventuras e viagens...
Uma outra amiga atenderá seu desejo por chocolates,
outra por quadros, decoração,
outra por música e dança...
Outra enviará uma resposta que você precisa por email,
outra estará com você fisicamente em seus períodos confusos,
outra estará a milhares de KM,
mas dará um jeitinho de se fazer presente...


Outra será sua protetora
e uma outra será como uma mãe.
Mas onde quer que ela se encaixe em sua vida,
quer você a veja pessoalmente ou não,
independente da ocasião,
quer seja o seu casamento,
ou apenas uma segunda-feira chuvosa,
todas são suas melhores amigas
e estarão presentes como puderem.


Elas podem ser concentradas em uma única mulher ou em várias...
 Uma do ginásio,
uma do colegial,
várias dos anos de faculdade...
Umas da academia,  
outras daquela viagem...
Algumas de antigos empregos,
Outras da internet,
outras amigas de suas amigas,
ex cunhadas,
ex rivais,
ex chefes
ou ex colegas...


Pode ser até mesmo em alguns dias uma "estranha" que acabou de conhecer
e em outros até mesmo sua filha ou neta.


Pode ser ainda sua irmã, cunhada, prima, tia,
madrinha, mãe, vó, bisa, vizinha...
Enfim, as possibilidades são infinitas!

Assim, podem ter sido 30 minutos ou 30 anos
o tempo que essas mulheres passaram
e fizeram a diferença em nossas vidas,
elas sempre deixam um pouquinho delas dentro da gente!


Muito obrigada por fazer parte do círculo de mulheres maravilhosas
que eu tenho o prazer de conviver e que fizeram,
fazem e sempre farão a diferença em minha vida.


Recebemos esta linda mensagem da Luciane Rubin (a Lulu) 
e não podíamos deixar de compartilhar com nossas AMIGAS leitoras.

Beijos a todas,
Ana Paula Andrade
&
Ana Paula Marafigo

15 de jul de 2010

Dia Fora do Tempo - 25 de julho

A necessidade do homem em organizar sua vida em relação ao tempo fez com que fossem criados os calendários. A partir da observação do movimento regular do sol e da lua, foi possível aos povos antigos determinar as épocas para o plantio e a colheita, as chuvas, a seca,  e assim determinar as possibilidades das atividades do homem.

O povo Maya criou mais de 20 calendários para medir e organizar o tempo, harmonizando os ciclos da natureza, do universo e do homem. Para eles, o que deve ser observado no tempo não é a sua medição e sim as suas qualidades. Cada dia tinha um tipo de energia que se relacionava com a vida, com os homens.


Para os Mayas, o tempo é uma repetição constante de ciclos, com saltos de evolução no final de cada ciclo. O tempo é evolução.
O Calendário Lunar dividia o tempo em 13 luas, portanto o  ano tinha 13 meses de 28 dias = 364, e mais um dia adicional que corresponde ao dia 365, chamado de DIA FORA DO TEMPO.
Observa-se na pirâmide de Kukulkán em Chichen, Itzá exatamente em sua arquitetura, esse “salto evolutivo”: 4 escadas de 91 degraus cada uma = 364. Acrescentando a plataforma da pirâmide que une todos os 4 lados com as escadas, se faz um total de 365: 364+ o DIA FORA DO TEMPO = 365, o dia da evolução.

Os Mayas determinaram como início do ano solar um evento cósmico que é a ascensão da estrela Sirius em alinhamento com o sol. Esse evento ocorre no dia 26 de Julho (no calendário gregoriano) de cada ano. Então, o ano de 13 luas ou 13 meses começa exatamente nessa data, dia 26 de Julho de cada ano e termina do dia 24 de Julho.

O dia 25 de Julho, portanto, não pertence nem a um e nem ao outro ano, é um dia livre, em que se concentra toda a energia para o ano que vai começar.

Nesse dia, os Mayas se preparavam para um novo ciclo. Era um dia para dar menos importância aos assuntos cotidianos, e especialmente bom para meditar, perdoar, para cancelar dívidas, elevar o estado de consciência, para ser bondoso, estar em contato com a natureza, sentir-se livre e dedicar-se às artes.

Desde 1992 esse dia tem sido comemorado como o festival da paz através da cultura. É um dia de limpeza, reflexão e preparação para receber, no dia seguinte a energia do novo ano. Um dia para nos unirmos em pensamento e desejo, assumindo o ano que se aproxima.

(Aparecida Liberato)

Em Esteio, município onde nasci, propús na Câmara de Vereadores que o dia 25 de julho se tornasse, por Lei, o Dia Municipal da Cultura e da Paz. Foi elaborado um Projeto de Lei e aprovado em julho de 2006. Proponha também na Câmara Municipal de sua Cidade!
No próximo dia 24 estaremos realizando atividades em praça pública, no Parque Galvany Dorneles Guedes, a partir das 14h. E no dia 25 estaremos com programações no Jardim Botânico de Porto Alegre/RS, a partir das 9h da manhã. Esperamos vocês! É aberto e gratuíto, basta participar!

Abraço Arco-Íris,
Ana Paula Andrade

A Labrys da Deusa

 Gratidão ao irmão e artesão, Marcelo Ciuã, por sua Arte
(Wakan Wood Artesanato Xamânico) 
e por confeccionar com tanto carinho e dedicação minha Labrys.

De todo os símbolos religiosos da antiga Creta, o Labrys era o mais sagrado. Machados duplos estilizados abençoavam os santuários, casas e palácios Cretenses.

O Labrys encontrado em representações Minoanas antigas da Deusa Mãe onde seu simbolismo está diretamente relacionado ao labirinto. A palavra labirinto significa "Casa do Labrys", invocando a presença da Deusa e seu poder regenerador. A palavra "Labrys" também está relacionada a mesma raiz do latino labus, que significa lábios e liga o machado de dois gumes diretamente ao orgão sexual feminino.

A Casa do Labrys, então, é literalmente o santuário que inclui o ícone do poder criativo da mulher. O labirinto é o corpo da Deusa, o centro dele é o seu útero.

Em sua origem, o labirinto se refere ao Palácio de Cnossos em Creta, um edifício decorado ricamente com o símbolo do Labrys. Nele danças sagradas eram performadas por mulheres, que percorriam um longo caminho que conduzia ao centro do Palácio e para fora dele novamente, evocando o tema do nascimento, vida e morte.
 
Baseados nesta simbologia podemos deduzir que o Labrys representa a Deusa, transformando morte em vida. O machado também reitera a forma da borboleta e sua capacidade de se transformar de uma lagarta dentro de um casulo numa criatura alada, livre. O crescente aberto da extremidade superior do machado nos remete ao arco dos tubos uterinos, se encurvando do útero em direção aos ovários.

Símbolos semelhantes ao Labrys aparecem em objetos religiosos escandinavos, africanos e gregos onde é freqüentemente um símbolo feminino, provavelmente lunar em sua origem.

O Labrys representa a Deusa Mãe, assegurando o desenvolvimento da humanidade em seus braços. As lâminas do machado podem ser interpretadas como crescentes lunares e os braços da Deusa, protegendo e transformando os ciclos da vida

O Labrys também está diretadamente ligado às Amazonas, uma sociedade mítica de mulheres guerreiras cultuadoras de Ártemis que jamais se submeteram às vontades masculinas e valores da cultura patriarcal. Dentre todos os instrumentos de guerra o Labrys era o seu preferido. Mitos sobre as Amazonas são encontrados na Grécia antiga, Roma, África, Ásia Minor e Creta. A palavra "Amazona" tem sido traduzida largamente como "igual aos homens", evocando em nossa mente poderosos simbolismos de reivindicação de igualdade nos direitos entre homens e mulheres. Assim, o Labrys pode ser interpretado como um símbolo de busca pela verdade feminina e hoje é freqüentemente usado como um sinal de identidade e solidariedade entre o movimento feminista.

Tradição Diânica Nemorensis

É associada a várias Divindades Femininas da mitologia greco-romana, como Gaia, Réa, Ártemis, Diana e aparece também em outros lugares do mundo, como na Índia e no Egito. Labrys é ainda hoje, um símbolo maior de afirmação do feminino.

14 de jul de 2010

TPM

Olá amadinhas

Hoje quero falar de um assunto que ronda e está presente em todos os Círculos Femininos e rodinhas de mulheres, TRÊS LETRINHAS que mal interpretadas e mal compreendidas causam um mal danado, desconforto total, divórcio e crime contra si mesma. SIIIIM, a famosa TPM, que para os desinformados e leigos no assunto é conhecida como Tensão Pré-Menstrual (é, este é seu nome popular, vamos dizer assim) mas vou contar aqui um segredinho bem íntimo... estas três podem ser nossas amigas!

Sei que vocês vão dizer: "Está louca"? Pirou na "batatinha"? Não meninas, é sério, é possível modificarmos este estado de tensão, de dores, de irritação, de extrema sensibilidade, inclusive as cólicas podem sumir! Nos marcadores Ciclo Feminino e Saúde da Mulher, na barra lateral do blog, tem bastante informações que podem contribuir.

Mas como ía dizendo... Já falei aqui e no Rede Matríztica da importância de modificarmos nosso olhar sobre as coisas e principalmente àquelas arraigadas pelo Sistema Manipulador, Patriarcal, de Controle e de Medo.
Nos fizeram acreditar que o período (antes, durante e depois) do "Sangrar" da mulher, era um período de loucura (histeria), de doença, de impureza (éramos afastadas por estarmos impuras), menstruar era motivo de vergonha e ainda hoje existem tabus em torno deste assunto.
Muitas mulheres acham desagradável menstruar e inclusive "nojento", algumas até pensam que é desnecessário e impedem seu fluxo (isso sim é loucura). Também sabemos que muitas sofrem bastante neste período, então, proponho olharmos diferente para isso!

Primeiramente, nosso corpo é projetado para gerar Vida, todo mês um óvulo se desprende de uma das trompas e segue seu rumo ao Útero, esperando ser fecundado! Se houver algum medicamento bloqueando esta concepção ou a falta mesmo de um espermatozóide que siga seu curso em busca deste grande encontro, seu Útero vai ficar p. da vida (vou brincar um pouco tá) e seu corpo vai se queixar. Seu inconsciente feminino, que mesmo diante das adversidades, esperava a surpresa da fecundação, não gosta muito da idéia e sente-se incapaz, sozinho, triste, aborrecido, com raiva do marido, companheiro, parceiro (sei lá) e muito muito sensível, pois ainda está abalado... e daí você começa a sangrar... sua criança ferida lembra que sempre que sangrava era sinal de machucado e de dor e, normalmente, tinha de ficar sem brincar.

Brincadeiras (ou não) a parte, isso é só para desfocar nossa visão daquilo que já estamos acostumados, e olharmos para os movimentos e transformações que nosso corpo passa nesse período... É um movimento muito intenso e significativo, é um momento de Morte e de Renascimento. Morte porque o óvulo não foi fecundado e encerra-se com isso um ciclo fértil da mulher e Renascimento porque ao sangrar damos início à um novo ciclo, com todas as possibilidades e nem sempre encaramos as mudanças e os "novos começos" confiando no fluxo da Vida.
Uma das dificuldades é que nossa cultura ocidental não sabe lhe dar com a Morte. Não fomos educadas (orientadas) a compreender estes processos NATURAIS. Nos despedimos com muito choro e sofrimento e mantemos um grande apego naquilo que se vai... Estão compreendendo?? O mesmo ocorre com nosso ciclo!
Por outro lado, também temos uma cultura que medica a tudo e a todos. Para resolver seu problema "toma um remédinho que passa", até as dores da alma são tratadas com remédio!
Não paramos para pensar 'porquê' dói e como posso sanar esta dor... Costumamos olhar para o sintoma e não para a causa, para as partes e não para o Todo.

Você faz uma retrospectiva do seu mês quando entra na lua de sangrar?
Você vasculha o porão e identifica o que você guardou que não precisava guardar?
Você lembra que vai menstruar e reduz seu ritmo?
Você cuida da sua alimentação? Evita açucares, alimentos e bebidas fermentadas?
Evita luz artificial em excesso? Cuida para não pegar umidade? Toma banho de Lua?

Alooouuu, você não é de porcelana, mas precisa de cuidados. Não é frágil, mas é receptiva, isso é próprio do feminino! E Tempo Para Mim é justo SIM!!! Se você não se der atenção, quem vai dar, me diz?! Quem?
Muitas vezes a dor vem em forma de bênção, para nos lembrar que EXISTE UM ÚTERO!

Outro fator que tem bastante influência na mal falada TPM é a questão hormonal. No ser humano a expressão feminina se dá principalmente às custas do estrogênio. O estrogênio não é um hormônio único, mas um grupo de hormônios. A ação estrogênica é poderosa e a maior responsável da fase fértil feminina (ciclo menstrual). E aí a 'coisa' fica bastante complexa.
A base da composição dos anticoncepcionais são estrogênios artificiais. Quando ingerimos ou absorvemos uma "bomba" de hormônios inventados (hormônios sintéticos) é claro que nosso corpo vai reagir àquilo que não é natural e que está em excesso (ou em baixa).
Vivemos bastante expostas à hormônios sintéticos, eles estão disponíveis no ambiente em função da poluição com agentes químicos muito variados e um grupo muito famoso é, sem dúvida, o dos agrotóxicos. Nos alimentamos de substâncias fabricadas diariamente e isto traz grandes prejuízos a nossa saúde, embora pouco relacionamos o que comemos com o que o nosso corpo manifesta (só não entendo o porquê, se a alimentação é uma das fontes principais que gera energia ao funcionamento do corpo). Mas este assunto traremos num outro momento.
Além deste grupo temos a indústria petroquímica (Livro: O Futuro Roubado (ed. L&PM) / www.ourstolenfuture.org) que é outra grande fonte de liberação de estrogênio e que nos oferece tanta praticidade! (Saiba mais em Nosso Futuro Roubado)

Ah, qualidade de vida!
Sei que não dá para "pirar" muito mas penso que podemos ser mais seletivas e responsáveis por nossas escolhas... quero aqui destacar o quanto aquilo que parece prático é tóxico à nossa saúde e neste caso me refiro à utilização dos absorvertes íntimos.
Nos iludiram e ludibriaram com a famosa frase "incomodada ficava a sua avó" e nós compramos a idéia (já falei sobre isso, mas não custa re-lembrar).
A utilização de absorventes íntimos nos afastam cada vez mais da nossa natureza feminina... uma prática comum e antiga de nossas ancestrais era Sangrar para a Terra... o sangue menstrual era entregue à Mãe Terra com gratidão e reverencia. Hoje nosso sangue menstrual, rico em proteínas e nutrientes, carregado com a Matriz da Vida, vai para o lixo! Aliás, há células tronco no Sangue Menstrual... é... mas não é divulgado! É dar muito poder para a Mulher!


Mas o que eu queria mesmo aqui falar (hihi, me estendi), é que podemos dar novos significados as "tais três letrinhas" - TPM:

Tempo Para Mim (como eu já disse)

Tia Prima e Mãe - que nos orientam no nosso tempo de Lua.

Tesão Por Mim Mesma - Eu me amo, me quero, me cuido, me toco, me acalento, no escuro

Terra Pacha Mamma - Total contato com a Mãe Terra, menstruar é entregar o sangue à Terra, àquela que sustenta e alimenta, em gratidão por toda fertilidade.

Tempo Para Meditação - pare, pelo menos neste período, para centrar-se.

Tenho Prazer em Menstruar - regozijar-se por ser uma mulher que sangra, reconhecer que tens um útero sadio e que é possível gerar e abrigar Vida.

Tempo de Partilhar com a Mãe - partilhar teu sangue com a Terra e dela receber ensinamentos. Tempo de procurar as mais velhas e escutar... receber ensinamentos de quem veio antes de nós.

Tenha Paciência Mulher - lembrando que Paciência é a Ciência da Paz.

Tensão entre Patriarcado e Menstruação
Tempo de Pausa para Menstruar
Toda Paz em Mim

Tudo Perfeito em Mim

Tenho Paz quando Menstruo
Trago Paz ao Mundo


E então... o que achou?
Penso que possa ter mais significados positivos, ajuda aí!
Dê sua sugestão em nosso mural ou nos comentários.

Ana Paula Andrade

Onde vive a Mulher Selvagem?


“E então o que é a Mulher Selvagem? Do ponto de vista da psicologia arquetípica, bem como pela tradição das contadoras de histórias, ela é a alma feminina. No entanto ela é mais do que isso. Ela é a origem do feminino. Ela é tudo o que for instintivo, tanto no mundo visível quanto do mundo oculto - ela é a base. Cada uma de nós recebe uma célula refulgente que contém todos os instintos e conhecimentos necessários para a nossa vida.
(...)

Ela é quem se enfurece diante da injustiça.
Ela é a que gira como uma roda enorme.

É a criadora dos ciclos.
É à procura dela que saímos de casa.

É à procura dela que voltamos para casa.

Ela é a raiz estrumada de todas as mulheres.

Ela é tudo o que nos mantém vivas quando achamos que chegamos ao fim.

Ela é a geradora de acordos e ideias pequenas e incipientes.

Ela é a mente que nos conhece; nós somos os seus pensamentos.


Onde vive a Mulher Selvagem?
No fundo do poço, nas nascentes, no éter do início dos tempos. Ela está na lágrima e nos Oceano. Está no câmbio das árvores, que zune à medida que cresce. Ela vem do futuro e do início dos tempos. Vive no passado e é evocada por nós. Vive no presente e tem lugar à nossa mesa, fica atrás de nós numa fila e segue à nossa frente quando dirigimos na estrada. Ela vive no futuro e volta no tempo para nos encontrar agora."

in Mulheres que Correm com os Lobos" - de Clarissa Pinkola Estes, ed. Rocco 1999
Fonte: Mulheres e Deusas - Rosa Leonor

Em julho de 2010 - 2ª edição da LA LOBA - A Mulher Selvagem - Não perca!
Veja a Agenda!

Ser ou não ser ... mulher!

Se deliciem meninas, este texto está digno de aplausos.

SER OU NÃO SER... MULHER
por Ula Léa Schreiner (Sandesha) - sandesha@terra.com.br

Observo e sinto a condição de ser mulher hoje, toda a problemática gerada pelo estilo de vida atual, e me ponho a refletir...

É alto o índice de problemas na saúde feminina: miomas, cistos, endometriose, tpm, cólicas menstruais, ovários policísticos, depressão, síndrome do pânico, depressão pós-parto, infertilidade, histerectomias, reposição hormonal, climatério sofrido e complicado com calorões, insônia, depressão, e em todas as faixas de idade, uma série de problemas sexuais.

A verdade é que a mulher, jovem, madura ou anciã, perdeu a conexão com sua natureza e com a natureza, se é que algum dia esteve conectada.

Vejo onde a mulher se perdeu: sua essência, seu valor e sua dignidade. Primeiramente coloca-se covardemente submissa, dependente de um outro ser humano, acabando por sentir-se sozinha ou com a vida sem sentido. Condição essa resultante da influência de uma cultura machista gerando, nas mulheres, o papel de vítimas. Em segundo lugar se rebelou, saiu para o mundo, tentando se igualar ao outro gênero, cujo nome já diz, outro gênero, outra característica, outra função. Essa condição, por sua vez, reflete a influência de um movimento cultural feminista gerando, nas mulheres, o papel de algozes e, por ironia, muitas vezes algozes de si mesmas ou algozes impotentes.

O que fazer? Cara ou coroa? Aparece um terceiro movimento. O movimento da reclamação. Reclamação do sexo 
oposto, reclamação da condição em que está inserida, reclamação do pai, da mãe, dos filhos, do desconforto de ser mulher, mãe e profissional.

Onde queremos chegar? E não se chega a lugar nenhum!

Mas sempre há uma saída e pode ser mais inteligente ou simplesmente natural. Mudar o foco e usar a energia colocada em reclamações num sentido criativo em direção à liberdade genuína. Deixar de olhar para o problema e olhar para o caminho. Reconhecer a natureza, conhecer-se, responsabilizar-se e apropriar-se devidamente de sua condição.

A mulher dessa Era tem o privilégio de poder ver os dois lados da moeda e fazer sua escolha. E melhor que fazer a escolha, responsabilizar-se por ela abrindo mão desses papéis. Então, toda energia perdida na luta ou gerenciando frustrações, estará disponível para crescer, se desenvolver, amar.

Cara ou coroa? A chave não é cara nem coroa, nem vítima, nem algoz. A moeda tem mais um lado, o círculo, que 
transcende, onde yin e yang circulam formando o Tao, onde homem e mulher se encontram no sagrado, onde masculino e feminino se fundem gerando e criando. É o caminho do meio, o caminho do coração, o caminho pessoal. Encontrá-lo é oportunizar o potencial único e pessoal, expressar-se na direção certa.

Então, seja homem ou mulher, seja antes de tudo um ser humano, um ser humano em evolução. E uma vez integrado, esteja onde estiver, estará em paz e feliz. 


Aaahh, MARAVILHA Léa... digo AHOW para tuas palavras. Ouvi teu coração e compartilho da mesma visão. Lindo texto!
Ana Andrade

Açúcar X Mulheres

"O açúcar é um produto químico travestido de alimento" (Fernando Ferdo)

As mulheres em geral gostam muito de açúcar, mas a recíproca não é verdadeira. O açúcar está associado a uma série de condições que infernizam suas vidas: celulite, tensão pré-menstrual (TPM), enxaqueca, estresse, rugas. Nas mulheres grávidas o mal que o açúcar faz é em dobro e significa pré-eclâmpsia, endometriose, diabetes gestacional e bebê macrossômico. Mesmo que o açúcar estivesse envolvido apenas com problemas que atingem as mulheres individualmente, já seria motivo suficiente para preocupação. A gravidade da situação é que o açúcar está atingindo o ser humano no delicado momento da reprodução da espécie comprometendo o futuro da humanidade.

Celulite
Celulite nada mais é que células do tecido subcutâneo com gordura armazenada. Um quadro infeccioso da pele associado a alterações metabólicas do tecido subcutâneo e a distúrbios endócrinos. A celulite forma-se na camada profunda da pele no tecido gorduroso entre a derme e os músculos. Uma alteração misteriosa no metabolismo dessa camada de gordura origina a celulite.
Um crescimento desordenado de células de gordura interrompe a circulação congestionando o tecido dando origem aos buracos e nódulos típicos da celulite. Todo mundo sabe que gordura nada mais é que o “excesso” de açúcar ingerido. O Dr. Antonio Herbert Lancha Jr. recomenda: “se o objetivo é reduzir a celulite, evite longos período de jejum. Evite também alimentos com muito açúcar”.
O irônico da coisa é que existe uma indústria, funcionando a todo vapor, que movimenta bilhões de dólares no mundo inteiro por conta da celulite, tratamentos mirabolantes e caros para combatê-la, quando a solução é tão simples e barata: a primeira providência da mulherada que quer se ver livre da celulite é largar o açúcar.
 
Estrias
O que causa as estrias ninguém sabe. Entre as causas possíveis estão o desequilíbrio hormonal e a má formação do colágeno. Colágeno e elastina são células de sustentação localizadas nas camadas mais profundas da pele. Quando elas se rompem o reflexo na flor da pele são as estrias.
O açúcar é suspeito na formação das estrias por duas razões básicas: uma porque é um notório bagunceiro dos sistemas hormonais e a outra seria a glicação não-enzimática de proteínas (GNP), durante a qual fica exposto o colágeno - proteína que ajuda a conferir elasticidade e viço a pele.
Mulheres que não desejam ter seu corpo todo estriado, têm na dieta isenta de açúcar o melhor caminho: a prevenção, posto que a dieta açucarada moderna responde por uma enxurrada de glicose inútil e radicais livres nocivos ao organismo. “O segredo é não comer açúcar, praticar exercícios físicos, consumir verduras...” resume Patrícia Rittes dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia, respondendo à pergunta de uma internauta sobre estrias no Chat do portal Terra.
 
Enxaqueca
Outro fantasma na vida de muitas mulheres é a enxaqueca. As bebidas alcoólicas encabeçam a lista de fatores que desencadeiam as crises de enxaqueca. O vinho tinto é o campeão de reclamações, embora bebidas destiladas também contribuam. Os médicos que lidam com o problema não atinam, mas o vinho tinto envolvido com certeza é o “suave”, e quando a bebida for destilada deve ser outra porcaria açucarada tipo caipirinha ou coquetel de frutas, que as mulheres adoram.
O doutor Edgar Raffaelli Jr, fundador e presidente honorário da Sociedade Brasileira de Cefaléia, em entrevista ao site www.cente.med.br diz: “Existe, porém, um inimigo que, em geral, as pessoas desconhecem e custam a identificar: o açúcar. Como o controle da glicemia depende também do sistema límbico e o hipotálamo desses pacientes funciona mal, as oscilações bruscas da taxa de açúcar no sangue são fatores importantes para deflagrar a crise”. Mais adiante o médico explica melhor o que acontece: “Uma hipoglicemia reacional evidencia o fato de o açúcar ter sido queimado em excesso por ter agido como agressor do sistema. Portanto a conduta acertada é ingerir menos açúcar”.

Endometriose
A endometriose é uma doença crônica muito comum, caracterizada pela presença de tecido de estrutura semelhante ao endométrio (mucosa que reveste as paredes internas do útero) em diversas áreas do aparelho genital feminino: peritonal, ovariana, septo retrovaginal. A endometriose pode provocar dores menstruais e causa fibrose em toda a pelve, envolvendo tanto os ovários, que o óvulo normal não pode ser liberado, sendo portanto causa de esterilidade feminina. A Folha de S. Paulo, no caderno “Equilíbrio”, na internet, tem um depoimento comovente da fisioterapeuta Ana Tereza em pergunta à Dra. Cláudia Colucci: “Eu tenho endometriose e quando recebi o diagnóstico já nem queria mais tratamento algum, pois já tinha tido um natimorto, dois abortos e uma gravidez ectópica. Fiquei um ano sem comer açúcar e quando já nem acreditava era mãe”. 
 
Menopausa, Menstruação e TPM
O nome do site é Canal Saúde. Nele encontro interessante texto de Lúcia Fávero do qual destaco este trecho: “O açúcar é muito prejudicial para quem está enfrentando os problemas da menopausa. Ele provoca uma flutuação hormonal no pâncreas que leva à baixa de estrógeno. Além disso açúcar provoca lentidão dos elementos químicos dos hormônios, prejudicando o trabalho das supra-renais e também atuando para baixar o nível de estrógeno. O açúcar não faz falta ao organismo. O açúcar é um vício (dos mais fáceis de abolir). O segredo está em cortar definitivamente a utilização do açúcar para a alimentação”.
Fico feliz quando encontro um site como esse. Defendemos a mesma causa, açúcar zero. Quanto à menstruação e TPM (tensão pré-menstrual), na página do jornal cearense O Povo, na internet, leio matéria de 1 de janeiro de 2003 sobre esses assuntos. Como “armas para combater a TPM” entre outras providências, como dormir bem, o Dr. Carlos Antunes, ginecologista e homeopata, pede atenção para a ingestão de açúcar. Segundo ele, para cada três colherinhas de açúcar refinado o organismo tem que se livrar de 100 miligramas de toxinas, e a capacidade de eliminação do organismo é de apenas 60 miligramas. Essas toxinas são subproduto do tratamento químico pelo qual o açúcar passa até ficar branco. É o lixo químico fino do açúcar.

Rugas de açúcar
Em reportagem da revista Veja, de 29.9.2004, intitulada "Doutor Celebridade", ficamos conhecendo o Dr. Nicholas Perricone, dermatologista de estrelas do porte de Sharon Stone e Nicole Kidman e inventor do creme do “efeito Cinderela”. Segundo a Veja, Perricone é dono de um império que movimentou, só em 2004, 70 milhões de dólares. Com mais de uma centena de substâncias patenteadas em todo o mundo, sua linha de produtos de beleza está nas prateleiras de lojas como Daslu, Neiman Marcus, Saks e Nordstrom. Um pote de creme pode chegar a custar 570 dólares.
Seu livro O fim das rugas ficou 25 semanas na lista dos mais vendidos nos EUA; outro best-seller dele é Rejuvenescimento total.
O Dr. Perricone é autor de uma interessante teoria sobre o envelhecimento: seria o resultado de sucessivas inflamações nas células. O remédio? Além dos cremes e loções criados por ele, uma dieta alimentar rica em frutas, verduras, legumes, alguns tipos de proteína (como a da clara de ovo) e muito salmão. O peixe é riquíssimo em dimetilaminoetanol, o nome da substância conhecida pela sigla DMAE, base dos cremes de Perricone.
Na curta entrevista a Veja por telefone, perguntado sobre qual é a base de sua teoria antienvelhecimento, respondeu o doutor Perricone: "Depois de vinte anos de pesquisas, concluí que o envelhecimento se deve a inflamações causadas por substâncias tóxicas. O açúcar é um dos grandes vilões nesse processo. Tanto que pessoas com diabetes, que sofrem de excesso de açúcar no sangue, envelhecem numa velocidade um terço maior do que as não diabéticas. Em um dos meus livros, digo que as rugas, por exemplo, são uma doença resultante dessa inflamação e, como tal, podem ser curadas". Que maravilha! A substância química que vimos focalizando tem mais essa propriedade, vamos arranjar um nome para ela? Gerontogênica? Seniligênica? Rugogênica?
O tratamento do Dr. Perricone funciona pela razão básica de que ele pede que se retire da dieta o fator patogênico, que é... todo mundo já sabe. Com isso ele estanca o processo de glicação degenerativa das suas clientes. Os cremes de 500 dólares são o chantili com o qual o homem ganha o dinheiro dele. Amiga leitora, se você zerar o açúcar tanto faz você comer salmão ou sardinha, abacate ou abóbora, o “efeito Cinderela” vai acontecer. Quanto às mulheres que não abandonarem a dieta açucarada, terão que encarar o efeito bruxa malvada. 
 
Pré-eclâmpsia ( ex-toxemia gravídica )
Associando pré-eclâmpsia à obesidade, resistência insulínica e trigliceridemia, o Dr. T. Clausen, do Hospital da Universidade de Ullevaal, em Oslo, Noruega, orientou uma equipe de pesquisadores, partindo da hipótese de que a ingestão de calorias de alimentos ricos em sacarose ou ácidos graxos poliinsaturados, independentemente considerados, aumentaria o risco de pré-eclâmpsia.
Nas mulheres grávidas os testes confirmaram que o consumo de açúcar está associado ao aumento do risco de contrair pré-eclâmpsia. Segundo o Dr. Clausen os ácidos graxos poliinsaturados também contribuem. Os pesquisadores não observaram relações entre outros nutrientes energéticos e o risco do distúrbio. E concluíram que “os padrões dietéticos cada vez mais prevalentes em diversas partes do mundo podem afetar adversamente os muitos esforços para reduzir as complicações hipertensivas durante a gravidez”. Em outras palavras, a dieta açucarada moderna está ofendendo a humanidade desde o ventre materno.

Picamalacia
É aquele estranho desejo que as mulheres grávidas têm de comer coisas estranhas. Picamalacia tem a ver com o lado patológico da coisa. É quando as gestantes querem comer coisas absurdas como barro, palito de fósforo, bolinhas de naftalina, cabelo etc. Para alguns autores o instinto explicaria tal comportamento; assim, por exemplo, a necessidade orgânica de algum mineral levaria uma grávida a comer argila. Mas a ciência médica não concorda com isso.
O desejo de comer comida normal, frutas fora de época, por exemplo, não é considerado picamalacia. Segundo o livro Nutrição na Gravidez e na Lactação, entre os alimentos mais desejados pelas grávidas estão os doces, e esses desejos ou aversões “não são necessariamente prejudiciais”. Já comer amido, coisa comum entre as negras americanas, é tido como sintoma de picamalacia e tem até nome próprio: amilofagia. Se comessem terra ou barro seria geofagia. Comer amido, ainda segundo o livro, “pode provocar obesidade”.
Amido até onde sei é alimento, contém proteínas, vitaminas, sais minerais, fibras e ainda libera glicose lentamente; logo, ingerir um alimento normal não poderia caracterizar uma doença. A não ser que amilofagia se refira à mania de comer amido cru. Mesmo assim comer gordura ou proteínas cruas daria nas picamalacias: lipidiofagia e protidiofagia o que não acontece.
Então mulher grávida comer doce não é “necessariamente prejudicial”, ao passo que comer amido é patologia e “pode provocar obesidade”.
A meu ver, temos aqui um claro exemplo de um texto de nutrologia escrito segundo os interesses dos traficantes de açúcar, ou seja, não se trata de ciência e sim de ideologia.
Proponho a colocação dessa ciência em pratos limpos. Assim sendo, o desejo de ingerir amido deve ser considerado um desejo normal, quiçá manifestação instintiva da gestante da necessidade de nutrientes; e o desejo de comer doces deve ser considerado uma perigosa manifestação de picamalacia que expõe as mulheres grávidas ao risco de obesidade, diabetes gestacional, ao risco de gerar bebês macrossômicos e ao risco de pré-eclâmpsia.

Diabetes gestacional
O diabetes gestacional é um assunto da maior gravidade, justamente porque atinge a humanidade no sagrado momento da reprodução da espécie. Não vejo porém a seriedade necessária no trato desse assunto. Por exemplo, um número especial sobre diabetes da revista Saúde, já na capa, ao lado do rosto perfeito de Carolina Melhem, traz uma chamada insidiosa: “Com moderação dá até para liberar o açúcar”. Liberar açúcar para diabéticos devia ser considerado crime e o pedido de moderação uma atenuante. Na apresentação, Lúcia Helena de Oliveira, diretora de redação, diz que o número de diabéticos “só aumenta justamente porque o mundo está cada vez mais gordo”. E está cada vez mais gordo porque a dieta está cada vez mais doce, alguém duvida?
A revista informa que o diabetes gestacional atinge 2% das grávidas. O médico Dráuzio Varela acompanhou a gravidez de cinco mulheres para o programa Fantástico, da Rede Globo, e uma delas apresentou a síndrome - justamente a que mantinha a geladeira abastecida de chocolate. Uma em cinco, não sou bom de matemática, mas são 20%. Será que o pessoal da digitação da revista comeu o zero?
Na cidade do Recife o número de casos de diabetes gestacional já passa de 130 mil por ano; será que essa cifra é só 2% dos nascimentos daquela cidade? Ou a indústria da doença não teria interesse em informar a real dimensão do problema?
E quanto à etiologia do diabetes gestacional? Segundo a teoria geral que informa este livro (ver referência abaixo), é o consumo aumentado de açúcar pelas mulheres grávidas. Todos sabemos que as gestantes comem mais, “comem por dois”, e, et pour cause, comem mais açúcar. A revista consultou Mauro Sancovsky, ginecologista e obstetra especializado em diabetes do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Segundo ele, “é a partir da segunda metade da gravidez que a mulher terá mais glicose no sangue para atender ao bebê que está crescendo. As mães que desenvolvem o diabetes gestacional não conseguem adaptar sua produção de insulina a essa fase”. Eu pergunto: de onde vem essa glicose? Do que ela come ou da depleção de glicogênio ou gordura? Aposto que é da dieta açucarada. A natureza não dá ponto sem nó: se o organismo da grávida providenciasse mais glicose a partir de suas reservas, o pâncreas seria instado a produzir mais insulina. A brecha do sistema é a boca, por onde as mulheres mandam açúcar para dentro. E esse fermento biológico doce é que faz o bebê “crescer demais”.
Minha hipótese é fácil de ser derrubada através de uma pesquisa barata: basta isolar dois grupos de gestantes e de um deles retirar a sacarose refinada de sua dieta. Meu prognóstico: só surgirão casos de diabetes gestacional no grupo das comedoras de açúcar. Vale o axioma: quanto maior for a quantidade de açúcar ingerida maior será o números de casos de diabetes gestacional. E ainda - qual jogador de xadrez seguro de seu jogo que oferece uma peça importante ao adversário - deixo incluir no grupo das grávidas-açúcar-zero aquelas que os médicos entendem como portadoras de “predisposição genética”, filhas e netas de diabéticos.

Vejamos agora os estragos que o açúcar faz no ser humano no nascedouro, uma tremenda covardia. A seguir uma relação das morbidades e distúrbios do recém-nascido de mãe diabética. Tudo começa com o próprio bebê agigantado, pesando aproximadamente 4 quilos, que não deve ser saudado como um bebê super-nutrido mas lamentado como uma manifestação teratológica causada pelo açúcar. Aqui vai a relação: trauma obstétrico, parto difícil devido à distocia do ombro; asfixia (e suas terríveis conseqüências); fraturas ósseas; cefalematoma; hemorragias subdural, ocular, de órgãos abdominais e da genitália externa; hipocalcemia e magnesemia; paralisias facial, diafragmática e cerebral; lesões no plexo braquial e dos nervos do braço, malformações cardíaca, renal, esquelética e do sistema nervoso. Sobrou alguma coisa? E isso se o bichinho sobreviver em vez de engrossar as estatísticas da mortalidade infantil.

Bebê balofo

Distrofia farinácea é um quadro clínico descrito pela escola pediátrica alemã do século XX. As crianças vítimas dessa condição são gordinhas e apresentam um falso aspecto de saúde. Trata-se de uma gordura balofa e flácida, devido ao edema que a acompanha, sobressaindo nas extremidades sob a forma de inchamento no dorso dos pés, das mãos e das pálpebras. São crianças frágeis, basta uma infecçãozinha de garganta para redundar em vômitos e diarréia que podem levar à morte.
Isso acontece com crianças que em vez de se alimentarem do leite da mãe são obrigadas a ingerir alimentos industrializados (farinhas lácteas, mingaus de maizena). Tenho dito: há uma gordura saudável (marrom e vascularizada) que resulta do consumo de alimentos naturais (sem adição de açúcar). Gordura mórbida (branca e flácida) é a que resulta do consumo da dieta açucarada moderna.

Texto extraído do livro "O livro negro do Açúcar" - Fernando Carvalho Ferdo - edição independente.
À venda no site DOCE LIMÃO
 

Os benefícos do Gérmen de Trigo para a fertilidade da mulher e do homem



Ver imagem em tamanho grande
Sobre o Trigo:O Trigo é um cereal nobre de origem bastante remota. Já era utilizado na alimentação no ano IV a.C. pelos babilônios e sumerianos. Os maiores produtores mundiais de trigo são os Estados Unidos, Rússia e China. No conjunto de grãos, a produção mundial de trigo só perde para o milho, em termos de volume. 

Sobre o Óleo de Germe de Trigo:O Óleo de Germe de Trigo é obtido por compressão a partir dos fragmentos de germe moídos. O germe de trigo, de onde é extraído o óleo, representa cerca de 2% do grão de trigo. Nesta pequena parte está concentrada uma quantidade significativa de nutrientes, sendo considerada a maior fonte de vitamina E da natureza, possui também sais minerais e ácidos graxos insaturados que são de vital importância para a prevenção de doenças.

Utilização do Óleo de Germe de Trigo:
O Óleo de Germe de Trigo é bastante utilizado como suplemento vitamínico, devido a grande quantidade de vitamina E. Sua utilização aumenta a resistência física, a atividade muscular e melhora a circulação na derme.

Aplicação do Óleo de Germe de Trigo:O Óleo de Germe de Trigo tem aplicações bastante variadas: auxilia no tratamento do estresse físico, problemas cardiovasculares, insônia e distúrbios do climatério, auxilia na ativação das glândulas sexuais, melhorando a produção de hormônios, ajuda a regular o ciclo menstrual e pode contribuir na prevenção de abortos e partos prematuros.
Na cosmética e beleza, o Óleo de Germe de Trigo previne o ressecamento e as rugas. Se aplicado na pele é eficaz na recuperação da pele seca e áspera, podendo acelerar a cicatrização de feridas e queimaduras.

Beleza e saúde da pele: O Óleo de Germe de Trigo, melhora a nutrição das células, prevenindo o ressecamento e as rugas, com a aproximação da menopausa. É excelente para recuperar a pele seca e áspera. É ótimo para acelerar a cicatrização de feridas e de queimaduras.

Fisiologia sexual: Pela ação da vitamina E combinada com zinco, o Óleo de Germe de Trigo ativa as glândulas sexuais melhorando a produção de hormônios e a fertilidade em ambos os sexos. Na mulher ajuda a regular os ciclos menstruais, retarda e atenua os problemas relativos à menopausa.

Resistência fisica nas práticas esportivas: Uma dúzia de cápsulas de Óleo de Germe de Trigo, diariamente, aumenta a resistência e a capacidade física de um esportista em mais de 30%. Esta melhoria de desempenho é motivada pela vitamina E que aumenta o poder de resistência à fadiga do atleta, permitindo melhor atividade muscular.

Sistema circulatório: Através da vitamina E, o Óleo de Germe de Trigo age como anticoagulante e como ativador da circulação sanguínea. É excelente para prevenir problemas cardio-vasculares: arteriosclerose, trombose das coronárias, angina do peito e flebite. Ele age nos pequenos capilares, tornando-os mais resistentes evitando os derrames. É notável a sua ação contra as varizes e a deficiência de circulação nas extremidades.
Por possuir uma combinação natural de vitamina B1 e vitamina E, o gérmen de trigo possui extraordinário valor dietético para diabetes, o qual foi demonstrado experimentalmente. Reduz-se o excesso de açúcar presente no sangue e na urina com a ingestão diária de quatro a cinco colheres cheias de gérmen.
Compostos vegetais, cientificamente balanceados, à base de gérmen de trigo, soja, aveia, gergelim e castanha do pará, adicionados às refeições diárias, auxiliam na perda ou ganho de peso, além de garantir a nutrição do corpo e o aporte diário de fibras e componentes que hoje sabidamente preenchem as necessidades de prevenção de doenças como o câncer.

Gérmen de Trigo - Obtém-se o gérmen de trigo, como produto natural inalterado, mediante a moedura do trigo puro. Os gérmens de trigo do comércio são quase sempre gérmens de trigo puros especialmente preparados, mas nos quais praticamente se conserva sem alterar a sua composição natural.
Os gérmens de trigo são minúsculos depósitos naturais de vitaminas, com elevado teor nas do grupo B e na vitamina E (a-tocoferol). Contém também vitamina K, provitamina A e D, a substância ativa cutânea F e a vitamina B12, antianêmica, assim como aminoácidos biológicos de grande valor, ácidos gordurosos não saturados, minerais em combinação orgânica de absorção fácil, entre os quais fosfato a 50 %, além de magnésio, manganês, cobalto e cobre, como oligoelementos.
Análise: como componentes nutritivos, figuram: 30% de proteínas, 9 % de óleo de gérmen, 38% de amido e açúcar e 5,5% de minerais. Quanto a elementos ativos, em concentração excepcionalmente elevada, provou-se a existência de vitamina B1 (aneurina), 1,6 mg%; vitamina B2 (lactoflavina), 0,7 mg%; amida do ácido nicotínico, 4,4 mg%; vitamina E (tocoferol), 45,5 mg %. Também estão presentes outras matérias ativas, como vitamina B6 (adermina), vitamina H (biotina), vitamina H (ácido paraminobenzóico), ácido fólico (ácido pantotênico) e numerosas enzimas e auxonas.
Sem nos determos a analisar mais minuciosamente os elementos ativos enumerados, fica suficientemente claro, pelo que se disse até aqui, que não podemos prescindir em nenhum caso do gérmen de trigo na nossa alimentação diária, se quisermos evitar lesões e manter-nos saudáveis.
 
O Gérmen de Trigo na Alimentação Infantil - De todas as papas infantis deve fazer parte a valiosíssima substância do gérmen, para se conseguir um crescimento e um desenvolvimento normais e naturais. Os gérmens de trigo. fazem chegar ao organismo em pleno desenvolvimento elementos nutritivos e vitais, protegendo-o contra a doença.

O Gérmen de Trigo no Diabetes - O Prof. Stepp, conhecido investigador alemão das vitaminas, considera eficaz o emprego da vitamina B1 nos diabéticos, por produzir efeitos semelhantes aos da insulina. Não pode, decerto, substituir a insulina; mas é provável que facilite em alto grau o acesso da insulina às células orgânicas. Também a vitamina E exerce o efeito de reduzir a quantidade de açúcar no sangue, como se demonstrou experimentalmente, embora ainda não esteja totalmente explicado o mecanismo de ação. Como os gérmens de trigo constituem uma combinação natural destas matérias ativas, o seu valor dietético para a diabetes é extraordinário. Com um consumo diário de quatro a cinco colheres cheias de gérmens de trigo, reduz-se nitidamente o excesso de açúcar presente no sangue e na urina. Por conseguinte, o gérmen de trigo atua no diabetes leve e média como complemento medicinal, poupando a insulina e normalizando o metabolismo dos diabéticos.

Partilhas do Círculo da Lua Nova

Queridas Ana e Ana:
Agradeço o encontro de ontem! Quero dizer que o trabalho de vocês está lindo e que mesmo sem disponibilidade de estar presente nas várias vivências e cursos, tenho me sintonizado com os temas, as leituras...tenho encontrado tempo pra mim pra meditar e ler o que vocês compartilham nos blogs e isto tem sido um bálsamo de rosas pra os momentos de desafios ...agradeço por este espiral...que cada encontro leva a uma leitura, leva a um novo olhar, a um novo círculo...movimento é vida...
Quero compartilhar que estava com muita dor de cabeça antes de ir pra o círculo de ontem, que voltei com mais dor, rezei e não tomei nenhum remedio, só chá... hoje de manhã quando minha filha acordou rindo, brincando e me abraçou despenquei no choro, que me acompanhou o dia todo, no trabalho...a dor de cabeça passou com a primeira lavada de lágrimas! me lembrei muito do choro de todas nós e pedi que esta chuva estivesse lavando nossos corpos e nossas almas.
Agradeço por poder compartilhar!
Queridas e amadas irmãs: abraço forte e carinhoso!
C.


Aqui uma partilha de uma mulher que esteve no Círculo da Lua Nova pela primeira vez e decidiu compartilhar com suas amigas a vivência:


Queridas amigas fofas do coração,


Nenhuma de vocês se perguntou “por que a D... parou de mandar aqueles textos reflexivos, sobre amor e coisas do tipo, nos últimos capítulos da história de nossas vidas”?
Pois bem, eu respondo a todas: porque eu andava desconectada, totalmente, desconectada com meu feminino.
Estudei muito, enfrentei muitos desafios com sucesso, mas fechei o coração para “pequenas coisinhas essenciais”.
Antes de sair por aí como Atenas Guerreiras, prontas para a batalha da vida, devemos lembrar que todas somos a reunião de todas as mulheres do mundo, a começar por nossas antepassadas, passando por nós mesmas, e, por fim, estamos todas ligadas à Mãe Terra. Não somos rótulos, não somos a face de uma Deusa só, somos a reunião de todas as Deusas... Somos a Gaia Mãe... Precisamos transcender esses estigmas!!!
Muitas de vocês não vão entender o que eu quero dizer, porque vão tentar fazer exatamente isso: “entender”. Usar a mente para ler estas palavras, que nada mais, nada menos, tentam apenas traduzir o que se passa em meu coração.
Quero dizer a vocês que vivenciei um poderoso círculo feminino de Lua Nova, em um dia de eclipse total do Sol com a Lua Nova. Forças poderosíssimas da natureza manifestaram-se nesse dia, para transmutar as relações entre os homens. No dia 11/07/2010.
Se para melhor ou pior? A escolha nos cabe...
Para mim, tentarei fazer o meu melhor, dizendo que amo todas vocês, que cada uma de vocês ajuda a construir minha história de vida, todos os dias, e que acredito, cada dia mais, na verdadeira amizade feminina: sem interesses, acolhedora, grata.
GRATIDÃO pela doce existência de todas em minha vida...
GRATIDÃO a todas as minhas antepassadas.
GRATIDÃO às facilitadoras do Círculo Feminino da Lua Nova, do Clã das Filhas da Lua, Ana Paula Andrade e Ana Paula Marafigo, por proporcionarem essa vivência que abriu meu coração ao feminino.
GRATIDÃO ao querido amigo e terapeuta Ricardo, que me apresentou a terapia holística e me mostrou a importância de trabalhar o feminino.
GRATIDÃO à Mãe Terra, por acolher a todos nós, e permitir nossa existência.
E digo mais: tudo começou com um ideograma chinês que significa mulher, de três centímetros, tatuado sob minha escápula esquerda, e que representada a necessidade de resgatar o meu feminino... Acreditem se quiser...
Relato que após este círculo, saí sentindo uma terrível dor de ovulação e ovulei na madrugada do dia 12/07/2010 para o dia 13/07/2010, seis dias antes da minha ovulação...
O corpo manifesta o que nossa alma guarda.
Acredite. Tenham fé em vocês. Tenham fé em todas as mulheres que antecederam vocês. Tenham fé em todas as mulheres que sucederão vocês. Mais do que isso:
GRATIDÃO A TODAS NÓS MULHERES, À MÃE TERRA, À HUMANIDADE...
Muitas beijos e abraços em todas vocês.

D.

12 de jul de 2010

Encontro da Lua Nova e Conselho dos Lobos


O Círculo da Lua Nova de julho estava líndíssimo...
(tá, sou suspeita porque sempre acho lindo...),
mas estava feito "Casa de Vó"... "Coração de Mãe"... a mulherada vai chegando e cada uma do seu jeitinho vai se organizando para acholher todas que chegam...

... o chimarão vai circulando...

... os olhares e sorrisos...

... e a conversa também ... tecendo fios de cumplicidade...

"Unidas, não há algo que não possa ser Curado"!

Cantando para a Terra... e para o alimento que dela vem!

... o Clã Lobos do Sul estava reunido no "Conselho dos Lobos" ...
convidamos os guerreiros para partilhar o alimento sagrado.
Momento muito especial ... cantamos juntos...

Ana Paula Andrade & Rafael Dusik Rafael Tusi & Ana Paula Marafigo

7 de jul de 2010

Lua Nova de julho/2010 - O ECLIPSE TOTAL DO SOL

Nooossaaa, esta Lua Nova vai estar "potente". Leiam o texto abaixo e participem conosco!

Procure o Círculo mais próximo de você: clique AQUI


O ECLIPSE TOTAL DO SOL
- 11 de julho de 2010 - Domingo


Fonte: Texto publicado em 6 de julho de 2010, no informativo do site
www.Earth-Keeper.com

“O Eclipse Total do Sol do dia 11 de julho vai intensificar a energia da Grande Cruz mais ainda do que o Eclipse Lunar [do dia 26 de junho]. Para aqueles que forem capazes de manter a serenidade nesta energia poderosamente pulsante, é muito possível que haja oportunidade de grande visão e manifestação. Mestres, usem este momento para visualizar os desejos positivos do seu coração, no micro e no macro. Mas, na base destes potenciais de grande transformação, está a necessidade de se manter a estabilidade emocional assim como a estabilidade da aura, enquanto estas energias poderosas banham a Terra. A energia é extremamente intensa.” Arcanjo Metatron

A ASTRONOMIA

Quando há um Eclipse Total do Sol numa Lua NOVA, ocorre uma energia muito especial de transformação. Isto acontecerá no dia 11 de julho. Você está pronto? Dedique um tempo para esse dia, e utilize seus potenciais extraordinários para objetivos positivos. Mantenha sua energia intacta e não permita que as emoções se exaltem, pois realmente a tentação de ficar ansioso ou de reagir exacerbadamente estará presente!
Um Eclipse Total do Sol numa Lua Nova é raro, ocorrendo, obviamente, quando a Lua está diretamente entre o Sol e a Terra… isto é, quando eles estão alinhados perto da eclíptica (o planto da órbita da Terra ao redor do Sol e o caminho anual aparente do Sol)
A órbita da Lua está inclinada 5 graus em relação à eclíptica; e os dois pontos onde elas se interceptam são chamados Nodos Lunares, identificados como Nodo Ascendente (Norte) e Nodo Descendente (Sul). Os eclipses ocorrem durante dois períodos de cada ano, quando o movimento aparente do Sol encontra com esses nodos. Quanto mais perto a Lua estiver da linha entre o Sol e a Terra, mais total será o eclipse.
Durante um eclipse total do Sol, a Lua obscurece o Sol numa faixa relativamente estreita da superfície da Terra, e sua sombra geralmente se desloca em direção ao leste.
Eclipses não-totais incluem o anular, quando a Lua está mais longe da Terra, parecendo menor e, portanto, não bloqueando completamente o Sol, mas deixando um anel ao redor da borda; e a parcial, quando a Lua está ligeiramente fora do centro, bloqueando apenas uma parte do Sol.
O quarto tipo de eclipse solar é o híbrido, também conhecido por anular/total. Apenas 5% dos eclipses solares entram nesta categoria, fazendo com que o eclipse híbrido seja uma raridade.
O Eclipse Solar do dia 11 de julho será um eclipse total, que cruzará o sul do Oceano Pacífico, onde não passará por nenhuma área de terra, com exceção de Mangaia (Ilhas Cook), Ilha de Páscoa e vários atóis isolados. O caminho da totalidade terminará logo após atingir o sul do Chile e Argentina. A sombra da penumbra da Lua produzirá um eclipse parcial visível de uma região maior, cobrindo o sul do Pacífico e o sul da América do Sul

A ASTROLOGIA

O Eclipse Total do Sol do dia 11 de julho é uma Lua Nova com um impacto tremendo. O Sol, que nos dá vida e ilumina nosso caminho, une-se brevemente com as qualidades sombrias e misteriosas da Lua. A Lua bloqueia a luz do Sol. Neste instante de aparente escuridão, a espiritualidade e a psique se combinam novamente, começando um outro ciclo na espiral do nosso desenvolvimento pessoal. Depende de VOCÊ. Este Eclipse é extremamente significativo. Não o ignore!
A última vez que houve um eclipse solar neste mesmo grau de Câncer foi em 1991; o próximo será em 2029. Procure se lembrar quais eram suas questões pessoais durante o inverno de 1991 e faça uma retrospectiva do progresso do seu crescimento pessoal nos últimos 19 anos. O ano de 1991 foi um período de transição muito significativo na Terra.
Todos os eclipses indicam mudanças; os eclipses solares significam começos e geralmente manifestam-se como eventos no mundo exterior. Nos eclipses solares nós começamos algo completamente novo, fazemos promessas para nós mesmos, nos comprometemos, anunciamos alguma coisa, nos apresentamos, nos destacamos, fazemos planos, selecionamos eventos, tomamos decisões, enfrentamos desafios, fazemos um esforço, mudamos, amadurecemos, assumimos desafios maiores, aumentamos nosso ritmo, nos inquietamos, nos sentimos pressionados por prazos e pelo acúmulo de emoções, vivenciamos uma crise e nos sentimos empolgados.
Existem dois tipos de eclipses solares. Os eclipses do Nodo Norte têm uma orientação pessoal e simbolizam a identidade pessoal, o ego e o corpo físico. Os eclipses do Nodo Sul são orientados para os outros e simbolizam um cônjuge ou uma outra pessoa importante para nós, os relacionamentos e novas perspectivas baseadas na interação com os outros.
Este é um Eclipse do Nodo Sul, sugerindo que estamos sendo chamados a usar as habilidades e talentos adquiridos anteriormente de uma nova maneira, e que as oportunidades para fazer isso virão através dos nossos relacionamentos.
Este eclipse ocorrerá com o Sol e a Lua em Câncer. A carta do Tarô associada ao signo de Câncer é o Arcano 7 – A Carruagem. A Carruagem nos ensina a qualidade determinante do Eu através da linguagem falada; como a conversa conosco mesmos, a intenção interior e a expressão exterior devem se alinhar para criar a nossa realidade. As forças universais oferecem a proteção, enquanto a tenacidade assegura a vitória e o triunfo. Governada pela Lua, ela representa o aspecto cíclico da mudança e está associada à receptividade psíquica. Conecte-se com o Espírito, o seu Eu Divino e Guias durante o Eclipse Solar de 11 de julho, e você terá a oportunidade de amplas mudanças em direção ao positivo, se agir de acordo com a energia do seu coração interior. Ignorar esta data é um triste passo para trás.

Este é o mapa astrológico do Eclipse Solar de 11 de julho de 2010:
O Sol e a Lua estão em sêxtil com Marte, sugerindo que existe uma oportunidade de iniciar ação positiva em apoio aos princípios incorporados pelo simbolismo da Lua Nova. Mercúrio em semiquadratura com Marte indica que devem ocorrer alguns aspectos de pensamento ou comunicação; e Júpiter em quadratura com Plutão anuncia desafios envolvidos na transformação de filosofias.
Símbolo Sabiano para 20º de Câncer: “Gondoleiros Venezianos Fazendo uma Serenata”
O grau simbólico deste eclipse em particular indica a felicidade como uma pista para a integração social.
O elevado impacto da energia do eclipse pode ser sentido por todo mundo até três meses antes e tem reverberações sutis que se estendem por até 3 anos adiante. Embora as energias sejam mais proeminentes durante a semana que antecede e a que se segue ao eclipse (muitos vivenciam uma maior sensação de ansiedade durante esse período), sua influência nos acontecimentos continua. Os períodos de eclipse são extremamente ativos, muitas vezes associados a eventos significativos e revelações públicas.
O impacto do Eclipse de 11 de julho se estenderá por três anos. Espere para ver alguns temas atuais começarem a se desenvolver ambiciosamente por si mesmos no final de abril de 2011. O entendimento completo do impacto deste período só começará a ser descortinado no final de 2011. Mas ele será grandioso e potente!

USE ESSE DIA PARA MEDITAR E MANIFESTAR… OU NÃO!

Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@ig.com.br
Se algum artigo neste blog estiver como "autoria desconhecida" e você souber informar, agradecemos e faremos a devida correção. Solicitamos também que, ao ser extraída qualquer informação desta página, seja adicionada à devida autoria ou endereço:
http://clafilhasdalua.blogspot.com/