23 de ago de 2011

"...Eu sou lúcida na minha loucura, permanente na minha inconstância, inquieta na minha comodidade... Amo mais do que posso e, por medo, sempre menos do que sou capaz... Quando me entrego, me atiro e quando recuo não volto mais." Martha Medeiros

Um comentário:

PERSEVERÂNÇA disse...

Simplesmente belo, real e necessário se refletir.
Espero por vc no Perseverança, bjs no seu coração.

Se algum artigo neste blog estiver como "autoria desconhecida" e você souber informar, agradecemos e faremos a devida correção. Solicitamos também que, ao ser extraída qualquer informação desta página, seja adicionada à devida autoria ou endereço:
http://clafilhasdalua.blogspot.com/