7 de jun de 2014

2@ edição da Formação Geradora de Círculos Femininos - Agosto de 2014

Lançamos a 2@ edição da Formação de Geradora de Círculos Femininos.
A formação da segunda turma inicia em agosto de 2014.
Informações pelo email: geradoraeusou@gmail.com
ou pela página: Geradora de Círculos Femininos


Porque Geradora?

O termo Geradora de Círculos Femininos me chegou por inspiração... nunca havia o escutado antes e até então me apresentava como Focalizadora de Círculos Femininos. Pensando na Formação que propunha orientar e dar base para mulheres com o propósito de conduzir Círculos Femininos, surgiu a Função de Gerar.
Gerar é dar VIDA! Aceitar a vida que se manifesta no ventre!
E assim são os Círculos de Mulheres, um ventre que gera AMOR, CUMPLICIDADE, INTEIREZA... que traz de volta ao Lar (ao centro) a mulher que se perdera de si mesma. Que reconecta o Ser Mulher ao Sentido do Sagrado, trazendo a compreensão do Feminino.

A Formação chegou a mim como um convite amoroso e uma disciplina sutil... como disse-me uma vez uma das Vozes que me guia: "Tem coisas que já estavam escritas antes de vocês nascerem"! Neste tempo de caminhada, buscando-me e encontrando-me em tantas mulheres, fui testemunha de muitos desabrochares... e mais que me encantar com o colorido e o perfume das flores, me encantavam os beija-flores, bem-te-vis, borboletas que surgiam com o ímpeto de polinizar... as asas do Amor levava a semente de um ventre a outro surgindo novos círculos de mulheres. Então, revendo 8 anos de trabalhos e atividades voltadas ao Despertar do Sagrado Feminino e o Empoderamento da mulher como protagonista da sua própria história, 5 anos de encontros ininterruptos em cada lua nova, a alegria de não ser capaz calcular quantos círculos realizados e a quantidade de mulheres encontradas... me vem a recordação do sonho que a anos atras me mostrou a Formação... e escuto a voz das Avós: Chegou a hora!

Mas como fazer? Por onde começar? E elas responderam: Está tudo dentro, JÁ ESTÁ!
Então respirei e confiei, pois tudo já estava sendo gerado... a muito tempo...
Mulheres passaram a fazer contato comigo perguntando se não havia um curso preparatório para condução de círculos femininos e eu pensava: Mas está tudo dentro!!
O que eu fiz nestes anos foi trazer de dentro algo muito antigo.

E "Elas" (as Avós) me disseram: "GERADORA DE CÍRCULOS FEMININOS".
Quando você Gera, algo se transforma dentro de você! A vida brota sem que você faça esforço, e o controle já não faz sentido, porque seu corpo responde de outra forma! Sua natureza fala mais alto e seu instinto selvagem aflora... seu olfato, sua escuta, sua visão são outros, sua percepção está a Serviço!

Então, assim recebemos o CHAMADO DAS AVÓS para esta Formação, sentimos que seria algo intenso, visceral... um Mistério! Que seria descortinado a cada uma, na sua Presença! 
Nos sentimos grávidas de nós mesmas e nos parimos, com todos os medos e dores que ainda nos cabiam liberar, para gozar então a alegria de ver-se (re) nascida.
Cada mulher nesta Formação será convidada a refazer seu trajeto com Amor, muito Amor. Não há mais tempo para dor, a cura do feminino vem pelo Amor. Os Ritos de Passagem trarão essas mulheres com suas velhas sábias, do tempo escuro do ventre ao centro luminoso do coração. Onde a dualidade não existe, mas a unicidade da teia se faz existir.

Ana Paula Andrade

Me perdoa

Me perdoa, se com minhas feridas eu machuquei as tuas.
Me perdoa se com meus limites eu relembrei os limites dos teus pais.
Me perdoa si com minhas reações te levei a dureza e a se aprisionar novamente.
Me perdoa por te amar como humanamente me amaram como humanamente se ama.
Eu te perdoo por me levar até minhas feridas.
Eu te perdoo por me levar aos meus limites que muitas vezes são os limites dos meus pais.
Eu te perdoo por me levar até a dureza e ao aprisionamento.
Eu agradeço tua presença em minha vida, me ajuda a descobrir quem sou efetivamente.
Eu te amo porque te amo, como aprendi a amar, como humanamente me sai, como humanamente posso, como vou aprendendo.
E sei que por te amar, uma e outra vez, deixarei que me leves as minhas feridas, as minhas prisões, as minhas fúrias, ao meu desespero, a minha solidão, a minha dor, e que por me amar me deixarás te levar até as tuas.

E sei que por nos amarmos nos levaremos também a esse lugar onde o amor se torna entrega, fusão, silencio, unidade. E nesse ciclo perfeito de dor, amor, alegria e criatividade que nos ensina a vida, aprenderemos a manifestar o Amor que és, o Amor que sou e o Amor que somos quando estamos juntos. 

Carina Tacconi


Se algum artigo neste blog estiver como "autoria desconhecida" e você souber informar, agradecemos e faremos a devida correção. Solicitamos também que, ao ser extraída qualquer informação desta página, seja adicionada à devida autoria ou endereço:
http://clafilhasdalua.blogspot.com/